Esporte

Sabalenka passa fácil por Andreeva e dá mais um passo na busca do 3º título do WTA de Madri

Aryna Sabalenka continua muito bem em sua defesa do título do WTA de Madri. Atual campeã e dona do título de 2021, a belarussa passou sem problemas pela jovem russa Mirra Andreeva, de apenas 17 anos, em sets corridos, parciais de 6/1 e 6/4 e agora desafia Elena Rybakina, do Casaquistão, nas semifinais.

Diferentemente dos jogos anteriores, nos quais precisou de três sets em todos e jogando abaixo do esperado, desta vez Sabalenka jogou no nível turbo no primeiro set. Com duas quebras e apenas 32 minutos, a número 2 do mundo fez 6/1.

Após pouco impor de resistência, Andreeva voltou mais confiante no set seguinte. Depois de sair com 0 a 30, virou em pontos diretos e fez 1 a 0. O serviço virou a arma da russa por uma reação, já que sequer ameaçava o saque de Sabalenka. Ao menos a jovem tentava trocar pontos.

Com potência nas devoluções e dois winners no game cinco, Sabalenka quebrou o serviço de Andreeva para fazer 3 a 2 e abrir vantagem no segundo set. Enquanto a atual campeã acertava tudo, a russa cometia erros bobos e não escondia a frustração com saques para fora ou bolas na rede.

O staff da russa cobrava calma, mas do outro Sabalenka seguia dominando os serviços e não teve problemas para abrir 4 a 2. Fechou em bela direita. Colocando Andreeva para correr, a favorita chegou a 5 a 3, necessitando de somente um ponto para fechar a partida.

Com uma dupla falta, Andreeva permitiu o primeiro match point para a belarussa. Mas depois de boa devolução do saque, a chance foi para fora, para careta de Sabalenka. Ansiosa para fechar, perdeu a segunda chance, errou um voleio fácil na rede, um desafio e o game. Bastava, porém, confirmar o saque.

Começou com 30 a 0, mas viu Andreeva acertar duas belas bolas e igualar. No saque preciso, o terceiro match point na partida. Ganhou com a bola para fora da russa e agor promete bela embate com Rybakina, que também gosta de agredir a bola.

To Top