Últimas Notícias

Show de Bruno Mars no RJ será remarcado? Calendário é afetado por festival e eleições

Responsável pela turnê de Bruno Mars no Brasil, em outubro, a produtora Live Nation segue, nesta quinta-feira (9), “em estreita colaboração com o gabinete do prefeito do Rio de Janeiro para encontrar uma solução para os fãs”, como ressaltou, por meio de comunicado, após receber uma notificação determinando a suspensão dos shows. Como noticiou o GLOBO, a administração municipal estabeleceu o cancelamento das apresentações na cidade, nos dias 4 e 5 de outubro, devido à proximidade com as eleições.

Entenda: Prefeitura do Rio suspende shows de Bruno Mars e determina devolução de valor de ingressos

Leia mais: Calor, briga e relato de AVC — fãs de Bruno Mars enfrentam perrengue em fila para ingressos no RJ

Os shows em São Paulo, nos dias 12 e 13 de outubro, e em Brasília, no dia 18 de outubro, estão mantidos. Até o momento, porém, não há deliberação sobre o anúncio de novas datas na capital fluminense. De acordo com a agenda oficial de Bruno Mars, o mês de outubro está reservado para a passagem no Brasil. No dia 1º de setembro, ele faz uma apresentação na casa de shows Dolby Live, em Las Vegas, nos EUA. Depois, fica livre até o início de outubro, quando se dedica à turnê em solo nacional.

Portanto, à primeira vista, existiria uma sorte de datas disponíveis para a realização do show em outros dias, na capital fluminense, inclusive em setembro. O único porém é que há datas bloqueadas durante esse período. Até 22 de setembro, ocorre o Rock in Rio, festival de grandes proporções que já demanda o deslocamento de servidores e agentes da prefeitura para o local.

Depois, os dias entre 30 de setembro e 5 de outubro constituem a semana anterior à eleição municipal, algo que impede a realização de grandes eventos. “A atuação (dos órgãos públicos em função da eleição) começa bem antes do dia de votação e envolve a proteção de polos e centros de distribuição, a escolta e a própria logística de entrega dos aparelhos. Além da fundamental segurança de eleitores e candidatos”, explica o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). “É necessário lembrar que o período eleitoral ocorre sob a vigência de regras específicas, que demandam participação das forças de segurança para prevenção e enfrentamento de ilícitos diversos, que se somam aos de natureza eleitoral”, acrescenta o órgão.

Segundo trecho do documento que determina a suspensão do show, e a que o GLOBO teve acesso, a produtora precisa se “abster de divulgar a realização da apresentação do cantor Bruno Mars no Estádio Olímpico Nilton Santos nas datas de 04 e 05 de outubro de 2024, realizar a contrapublicidade no sentido de informar que não haverá o evento nas referidas datas e devolver a consumidores valores recebidos pela eventual venda de ingressos”.

A Procuradoria Geral do Município ressalta que “as referidas datas precedem o primeiro turno das eleições de 2024, para o qual é necessária a mobilização da força de trabalho de servidores públicos, notadamente aqueles dedicados à segurança pública, para o transcurso pacífico e democrático da votação que ocorrerá horas após as supostas apresentações”.

To Top