Benefícios

Bolsa Família: passo a passo para desbloqueios dentro do programa social

Bolsa Familia Cadastro
Sidney de Almeida/Shutterstock.com

Bolsa Família: passo a passo para desbloqueios dentro do programa social Titulares do Bolsa Família que enfrentam suspensão de seus benefícios agora têm um guia prático para regularizar a situação e assegurar o recebimento de seus pagamentos sem atrasos. Diante das recentes fiscalizações do programa para erradicar cadastros irregulares, muitos beneficiários legítimos se viram prejudicados com bloqueios inesperados em suas contas. A solução envolve uma visita ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo, com a documentação necessária em mãos, para a regularização da situação.

Para facilitar o processo de desbloqueio e garantir que os pagamentos sejam retomados sem complicações, os beneficiários devem apresentar no CRAS:

  • Documento de Identidade (RG);
  • CPF;
  • Comprovante de Residência;
  • Comprovante de Renda;
  • Certidão de Nascimento ou Casamento.

Além disso, há novidades quanto ao calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de abril, prometendo antecipações que beneficiarão milhões de brasileiros. Os pagamentos serão efetuados conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) dos beneficiários, com duas datas já ajustadas para antecipação, facilitando o acesso aos recursos mais cedo do que previsto.

O que quer dizer pagamento bloqueado?

Pagamento bloqueado

Os pagamentos podem ser bloqueados se informações obrigatórias ainda estiverem ausentes no seu status fiscal ou se houver requisitos pendentes vencidos para sua conta após a suspensão dos repasses.

Confira as datas de pagamento para abril:

  • NIS 1: 17 de abril;
  • NIS 2: 18 de abril;
  • NIS 3: 19 de abril;
  • NIS 4: Antecipado para 20 de abril, originalmente 22 de abril;
  • NIS 5: 23 de abril;
  • NIS 6: 24 de abril;
  • NIS 7: 25 de abril;
  • NIS 8: 26 de abril;
  • NIS 9: Antecipado para 27 de abril, originalmente 29 de abril;
  • NIS 0: 30 de abril.

A medida visa não apenas a corrigir equívocos decorrentes das verificações de cadastro, mas também a assegurar que os beneficiários do programa possam contar com seus recursos em momentos cruciais, especialmente considerando as antecipações anunciadas para este mês.

Porque meu Bolsa Família não caiu na conta da Caixa?

Porém, se o beneficiário não verificar o pagamento da parcela em nenhuma das contas até o fim do dia, é necessário procurar atendimento em uma agência da Caixa ou em um posto de atendimento do Cadúnico na sua cidade. Dúvidas também podem ser solucionadas pelo telefone 121 do Ministério da Cidadania

To Top