Últimas Notícias

Bruno Mars: fãs relatam ‘total frustação’ com indefinição de datas dos shows no Rio: ‘Não sei se alguém vai se responsabilizar por isso’

A maratona de mais de 20 horas ao redor do Estádio Nilton Santos, o Engenhão, na Zona Norte do Rio de Janeiro — sob um sol inclemente — , foi seguida por um banho de água congelante para uma multidão de pessoas. Quem madrugou no local, entre terça (7) e quarta-feira (8), numa longa fila a fim de comprar ingressos para o show do cantor Bruno Mars, segue sem saber se o espetáculo realmente ganhará forma. Até o fechamento desta edição, a produtora Live Nation, empresa responsável pela turnê do americano no país, não havia deliberado uma resolução para o cancelamento das apresentações na capital fluminense por determinação da prefeitura. O evento ocorreria, em solo carioca, nos dias 4 e 5 de outubro, véspera das eleições municipais do dia 6, em período que, conforme afirmou o prefeito Eduardo Paes, demanda a mobilização extra de agentes públicos.

Bruno Mars: produtora anuncia novos shows em SP e Brasília, mas data no RJ segue incerta

Qual o setlist dos shows de Bruno Mars no Brasil? Cantor deve repetir performance vista em 2023; entenda

Ontem, foram anunciadas datas extras de shows em São Paulo — além dos dias 8 e 9 de outubro, o havaiano subirá ao palco, no MorumBIS, nos dias 12 e 13 de outubro — e em Brasília, onde as performances acontecerão nos dias 17 (que já havia sido divulgada) e 18 de outubro, no Estádio Mané Garrincha. A situação das apresentações no Rio, porém, ainda representa um enigma. A produtora ressaltou que o problema foi decorrente de um “mal-entendido na comunicação” com a gestão municipal do Rio e que vem buscando alternativas junto à prefeitura. Entre quem penou para conquistar um ingresso, com valores de R$ 275 a R$ 1.250, a sensação é de total frustração.

Passagem e hotel

A estudante Ana Clara Barbosa, de 18 anos, sairia de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para assistir ao ídolo no Rio. Diante da atual indefinição nas datas do show, correu para cancelar, o quanto antes, as passagens de avião e a reserva de hospedagem, para que não ficasse no prejuízo.

— Fiquei extremamente abalada e assustada, pois como já tinha reservado tudo, achei que estaria mais tranquila. Como moro muito longe, preciso me programar. Agora vou ter que fazer tudo novamente — lamenta a jovem, que comprou o ingresso via internet. — Nunca fui em nenhum show no Rio ou de algum cantor internacional. Essa seria minha primeira experiência com esse tipo de evento.

Bruno Mars: de Elvis Presley mirim a novo ‘rei do pop’, entenda como cantor virou o Bruninho do Brasil

Segundo trecho da notificação emitida pela Procuradoria Geral do Município à Live Nation — e ao qual o GLOBO teve acesso —, a produtora está impedida de realizar os shows nos dias 4 e 5 de outubro, como já teria sido alertado antes mesmo das vendas dos bilhetes, e precisará “devolver a consumidores valores recebidos pela eventual venda de ingressos”. Fãs frisam, porém, que o dano no bolso vai muito além do preço das entradas.

— Nós, que compramos ingressos, não temos que arcar com um erro da produtora — desabafa a vendedora Letícia Souza, de 32 anos, com passagem aérea já adquirida, de Belo Horizonte para o Rio. — Comprei ingressos, para mim e para minha sobrinha, e logo em seguida as passagens. E agora estou esperando as novas datas dos shows… O problema é que a a taxa de remarcação dos voos é abusiva. Vou pagar quase o dobro das passagens! E não sei se alguém vai se responsabilizar por isso.

Novas prováveis datas

As novas prováveis datas para Bruno Mars se apresentar para o público carioca seriam 16, 17 e 20 de outubro, como informou ao GLOBO uma fonte envolvida na organização do evento. Três dias teriam sido negociados entre a Live Nation e a prefeitura, o que sugere que o artista pode fazer mais um show, além dos dois já previstos. Com o anúncio ontem de que haverá uma nova performance em Brasília, no dia 18 (o que reforçaria que a data 17 seria da capital federal), a indefinição sobre as datas de apresentação no Rio ganharam nova onda de especulações.

Ontem, rumores davam conta de que as datas de Brasília — onde não há eleições para prefeito — seriam invertidas com a da capital fluminense. A informação não não foi confirmada pela produção dos shows, o que não deixa de gerar mais preocupação entre o público.

—Fica uma sensação de falta de respeito com os fãs que estavam esperando a volta do Bruno Mars ao Brasil e se programaram para ir ao show — comenta a farmacêutica Ana Carolina Sabádo, que já tem passagens aéreas para sair de Belém do Pará e ver a apresentação, em Brasília. — Para nós, não é simplemente comprar um ingresso. Ir ao show exige toda uma logística, principalmente para quem mora em outras cidades. E o pior são os organizadores que não se pronunciam. A gente fica lendo e sabendo por outras fontes.

To Top