Internacional

Peru: irmão e advogado da presidente Dina Boluarte são presos por tráfico de influência

As autoridades peruanas prenderam o irmão da presidente Dina Boluarte e o seu advogado – Nicanor Boluarte e Mateo Castañeda -, por acusações de tráfico de influência, um dia depois de o governo do país sul-americano dissolver uma unidade policial que ajudava os promotores na investigação do círculo íntimo da presidente.

Um juiz assinou as prisões sob a acusação de que o irmão do presidente trabalhava para nomear funcionários do governo em troca de dinheiro e de um acordo para recolher assinaturas para registrar um partido político. O mandado também atendeu ao pedido dos promotores para manter os dois homens incomunicáveis por 10 dias, uma manobra legal que as autoridades normalmente reservam para casos que consideram altamente graves.

Os acontecimentos marcam o último passo na pressão crescente sobre Boluarte, que se tornou presidente em dezembro de 2022, quando substituiu o então presidente Pedro Castillo. O gabinete de Boluarte não respondeu imediatamente ao pedido de comentários.

Os promotores acusam o advogado Castañeda de interferir na investigação de Nicanor Boluarte ao oferecer certos benefícios a membros da agora extinta unidade policial, que se concentrava em investigações fiscais. Antes da sua detenção em sua casa, Castañeda tinha aconselhado a presidente Boluarte em uma investigação sobre o uso de relógios de luxo e joias finas que ela não listou num formulário obrigatório de declaração de bens.

To Top