Últimas Notícias

Di María brilha e Argentina bate Equador em amistoso tenso em Chicago

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A Argentina venceu o Equador por 1 a 0 neste domingo (9), em jogo amistoso de preparação para a Copa América. Di María marcou o gol dos campeões do mundo no primeiro tempo.

Messi voltou a vestir a camisa da seleção argentina após sete meses. Seu último jogo foi justamente contra o Brasil, no Maracanã, em novembro do ano passado.

A seleção argentina ainda tem um compromisso antes de defender o título sul-americano: enfrenta a Guatemala na próxima sexta-feira (14).

O Equador joga duas vezes antes da Copa América: enfrenta a Bolívia na quarta-feira (12) e Honduras no próximo domingo (16).

Como foi o jogo

Amistoso só no nome: os primeiros minutos foram de um jogo pegado e em ritmo acelerado. Em um típico confronto sul-americano, nenhuma das seleções tirava o pé das divididas e houve cartão e discussão e clima quente no primeiro tempo.

A Argentina se soltou, melhorou no jogo e abriu o placar com um belo gol de Di María. Jogada coletiva que terminou em um passe de Romero para o camisa 11, que dominou e chutou cruzado.

Messi entrou em campo aos 10 minutos do segundo tempo e fez o estádio enlouquecer. Di María entregou a faixa ao camisa 10, que teve seu nome gritado em Chicago.

No segundo tempo, o jogo perdeu emoção. Messi foi a grande atração, mas, com a bola, pouco fez. Apesar de ovacionado sempre que tentava jogar

Gols e lances importantes

Olha o Di María. A primeira chegada da Argentina foi com o camisa 11, que arrancou pela esquerda e chutou forte, mas sem direção.

Caneta! Que isso, De Paul? Colocou a bola no meio das pernas de Ortiz, que apelou e derrubou o argentino.

1×0. Di Maria abriu o placar para os campeões do mundo. Jogada pela direita, Romero limpou e serviu o camisa 11, que bateu cruzado para marcar um belo gol.

Na trave. Di María sofreu falta na entrada da área, assumiu a cobrança e bateu com maestria. O goleiro foi, mas a bola explodiu no travessão.

Ele vem aí. O Soldier Field veio abaixo quando Lionel Messi tirou o colete e comemorou como gol quando o camisa 10 entrou no lugar de Di María.

Sem massagem. Messi não brilhou, mas foi caçado pelos equatorianos, que chegavam firme no camisa 10 sempre que ele tentava uma jogada.

To Top