Benefícios

Cadastro Único com atualização do dados para manter as parcelas

Bolsa Família Cartão
Bruno Cesar Spada/Shutterstock.com

Cadastro Único com atualização do dados para manter as parcelas O Cadastro Único representa um registro fundamental que possibilita ao governo entender quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Criado pelo Governo Federal, este sistema é operacionalizado e atualizado pelas prefeituras, de maneira gratuita. Ao realizar o cadastro ou atualizar seus dados no Cadastro Único, os cidadãos podem concorrer a diversos programas sociais. Cada programa possui requisitos específicos, mas a primeira etapa é manter sempre seus dados atualizados.

Conheça os programas que se baseiam no Cadastro Único:

Programa Bolsa Família
Programa Minha Casa, Minha Vida
Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental
Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI
Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
Carteira do Idoso
Aposentadoria para pessoa de baixa renda
Programa Brasil Carinhoso
Programa de Cisternas
Telefone Popular
Carta Social
Pro Jovem Adolescente
Tarifa Social de Energia Elétrica
Passe Livre para pessoas com deficiência
Isenção de Taxas em Concursos Públicos
Para verificar se você está inscrito no Cadastro Único, acesse aqui. Porém, é importante ressaltar que o cadastramento não é realizado pela internet! Você deve comparecer ao setor responsável pelo Cadastro Único em sua cidade para realizar a inscrição.

Quem pode utilizar o Cadastro Único?

Famílias ou pessoas que vivem sozinhas podem se cadastrar se:

A renda mensal por pessoa da família for de até R$ 522,50;
A renda total da família for de até R$ 3.135,00;
Estiverem em situação de rua, seja uma pessoa sozinha ou uma família.
Além disso, mesmo que você não se enquadre em nenhuma dessas situações, mas precise do cadastro para receber algum serviço que exija isso, você também pode se inscrever.

Etapas para realizar o Cadastro Único:

Para se cadastrar:

Verifique o local onde o Cadastro Único é realizado em sua cidade, que geralmente é no Centro de Referência de Assistência Social – CRAS ou na Prefeitura.
Agende o seu cadastramento, se necessário, e leve todos os documentos solicitados.
Documentação necessária:

O Responsável pela Unidade Familiar (RF) deve comparecer com CPF ou Título de Eleitor.
Demais membros da família devem apresentar Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, CPF, Carteira de Identidade (RG) ou Carteira de Trabalho.
Cadastramento de pessoas sem documento:

Caso faltem documentos no momento do cadastramento, a prefeitura é obrigada a realizar o cadastro mesmo assim. No entanto, é importante apresentar todos os documentos o quanto antes para garantir todos os direitos.

Documentos que ajudam no cadastramento:

Comprovante de endereço, preferencialmente a conta de luz.
Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos.
Carteira de Trabalho.
O tempo estimado para o cadastro é de até 1 hora.

Para atualizar suas informações:

O cadastro deve ser atualizado a cada dois anos ou sempre que houver mudanças na família.
Após realizar o cadastro, o prazo de espera para o atendimento presencial pode variar de acordo com a cidade.
Este serviço é gratuito e prioriza o atendimento a pessoas com deficiência, idosos, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e obesos.

To Top