Esporte

Vini Jr, celebra prisão de torcedores racistas do Valencia: ‘Condenação por todos os pretos’

Vini Jr. volta a ser atacado por jornal após vencer Prêmio Sócrates: 'Fartos do Pinóquio'

A condenação de três torcedores do Valencia por atos racistas contra Vini Jr., por oito meses, divulgada por LaLiga nesta segunda-feira, foi celebrada pela atacante do Real Madrid. O brasileiro usou suas redes sociais para revelar que foi muitas vezes induzido a desistir de sua luta contra a discriminação, mas garantiu que jamais desistirá e espera por novas punições.

Tirando o Santiago Bernabéu, em Madri, Vini Jr. virou alvo da revolta e ignorância de torcedores por todos os estádios da Espanha. Alguns clubes defenderam o atacante e compraram briga contra seus torcedores racistas, identificando-os, punindo-os, e os entregando às autoridades.

Em alguns locais, porém, optaram por jogar a culpa em Vini Jr., como em Valência. Essa punição de LaLiga mostra que o clube está errado e tem dificuldades em assumir seus erros, dizendo que o brasileiro é quem causa as ofensas por “ser provocativo” nas comemorações de gols.

“Muitos pediram para que eu ignorasse, outros tantos disseram que minha luta era em vão e que eu deveria apenas ‘jogar futebol’. Mas, como sempre disse, não sou vítima de racismo. Eu sou algoz de racistas. Essa primeira condenação penal da história da Espanha não é por mim. É por todos os pretos”, comemorou o atacante.

O brasileiro, contudo, espera que outros tantos mais sejam também condenados e que essa primeira condenação sirva de lição para que as coisas mudem na Espanha. Mesmo em Madri, onde joga, o camisa 7 é vítima e sempre perseguido pelos torcedores do rival Atlético.

“Que os outros racistas tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras. Caso contrário, estarei aqui para cobrar. Obrigado a La Liga e ao Real Madrid por ajudarem nessa condenação histórica. Vem mais por aí”, completou, confiante em mais punições.

To Top