Economia

IA no Gmail e ‘modo ladrão’: veja anúncios do Google para o Brasil

Pouco menos de um mês após seu principal evento do ano, o Google trouxe para o Brasil algumas das novidades mais esperadas pelos usuários do País nas áreas de segurança, Android e inteligência artificial (IA). A gigante apresentou nesta terça-feira, 11, a chegada da IA, com o Gemini, no Gmail e no Docs, além de recursos de segurança, como a ferramenta de detecção de roubo por IA, o modo ladrão do Android, que será testada primeiramente por usuários do Brasil.

No evento Google for Brasil, tradicional por trazer anualmente as principais novidades do universo da empresa voltado para o público brasileiro, o Google reforçou a construção de produtos pensados para o Brasil. O encontro deste ano aconteceu em São Paulo e teve a participação de James Manyika, vice-presidente sênior de pesquisa, tecnologia e sociedade do Google.

Veja os anúncios feitos pela empresa para o Brasil:

Ajude-me a escrever

Parte do pacote de ferramentas de IA no Workspace, o “Ajude-me a Escrever” é um assistente para Google Docs e e-mail que está disponível no Brasil a partir desta semana. Esse é o primeiro recurso de IA do Workspace a receber suporte em português.

Com o recurso, um botão de ajuda aparece nas respostas de e-mail e a cada vez que um documento no Google Docs é aberto. A ideia é que o usuário nunca tenha que começar a escrever do zero: o próprio botão já traz algumas sugestões de assuntos e formas de texto.

No caso do e-mail, o Gemini pode ajudar a gerar uma resposta formal para uma entrevista de emprego, por exemplo. Assim como em outras ferramentas de IA, é preciso escrever um comando para que o sistema crie o texto. Com a resposta pronta, o Gemini oferece algumas opções para refinar, encurtar, alongar ou mudar o tom do texto gerado – caso o usuário prefira algo mais informal ou ainda mais sério.

Para o Google Docs, as funcionalidades passam mais pelos formatos de textos a serem criados – e não ficam muito distantes do que o ChatGPT, da OpenAI, já faz, atualmente. No documento, por exemplo, é possível pedir para que o Gemini crie uma vaga de emprego, gere um currículo, faça um resumo ou crie uma lista de tarefas para determinada atividade. As opções de refinamento também vão ficar disponíveis no Docs.

Além disso, o próprio Gemini funciona em português de forma “pura”, ou seja, diretamente pelo site da IA. Por lá, além das perguntas tradicionais, é possível conversar com o chatbot com imagens e pedir para que o sistema transforme informações escritas em papel em uma tabela. Ao final, o Gemini pode, inclusive, criar um link com os dados já exportados para o Google Planilhas em uma conta vinculada ao perfil do usuário.

Para ter acesso ao Ajude-me a Escrever é necessário ser assinante do Google One, serviço de assinatura da empresa que dá acesso à versão mais completa do Gemini (Gemini Advanced), além de armazenamento em nuvem e recursos avançados de IA. O plano custa R$ 97 mensais.

‘Modo ladrão’: detecção de roubo

O Google também anunciou a chegada oficial ao Brasil do “modo ladrão”, ferramenta que visa bloquear a tela de aparelhos roubados em ações rápidas, como as executadas pela “gangue da bicicleta”, que atua em grandes centros urbanos brasileiros.

O recurso nasceu de uma preocupação identificada pelo time da empresa no Brasil e desenvolvida pela equipe global de Android e, agora, será testado com exclusividade no País a partir de julho.

A detecção usa sensores dos celulares para identificar quando os celulares passam por uma mudança abrupta de movimento e velocidade – que pode indicar uma ação criminosa. A ideia é que a ferramenta possa alcançar o maior número de dispositivos possíveis e, para isso, o Google trabalha para que todos os aparelhos com sistema acima do Android 10 possam receber a ferramenta.

Google Play Protect Aprimorado

Voltado para a segurança contra fraude, o Google Play Protect Aprimorado é uma atualização de uma ferramenta que já existe no Android que funciona como uma espécie de antivírus, para identificar possíveis ameaças de segurança e vulnerabilidades.

Na nova versão, o recurso vai agir contra aplicativos falsos e fraudulentos, impedindo que eles sejam instalados no celular do usuário. De acordo com o Google, quando um app for baixado, o Play Protect Aprimorado vai fazer uma varredura em buscas de brechas de segurança e permissões sensíveis que possam parecer invasivas – como acesso aos SMS, leitura de notificações e recursos de acessibilidade.

Se esses pontos forem identificados, a ferramenta impede que o app seja instalado no celular e exibe uma mensagem informando o bloqueio.

A ferramenta foi pensada, principalmente, para evitar fraudes em aplicativos que pareçam verdadeiros, mas são cópias voltadas para o roubo de dados pessoais. A ideia é filtrar apps que sejam baixados por navegador, links externos ou outras fontes fora da loja oficial do Google.

O Brasil será o terceiro país a testar a ferramenta no mundo, que já está em uso na Tailândia e em Cingapura. O Google Play Protect Aprimorado vai estar disponível a partir do final de junho. A empresa informou, ainda, que, desenvolvedores que tiverem seus aplicativos bloqueados pelo recurso de forma indevida podem pedir uma reavaliação.

Google Maps

O Google também anunciou algumas novidades em IA para pequenas empresas e restaurantes presentes no Google Maps. A partir desta semana, será possível usar inteligência artificial para montar cardápios e oferecê-los pela web. Para isso, será necessário apenas que o dono do restaurante tire uma foto da versão física do menu e a IA cria um painel com os títulos e preços. Caso seja necessário, é possível editar as informações geradas.

A informação ainda vai ser adicionada na página de dados do estabelecimento que aparece no Google Maps. Assim, quando um usuário estiver buscando pelo restaurante, por exemplo, além das informações de endereço, telefone, avaliação e fotos, uma aba especial para o menu também deve ficar disponível.

Os donos desses estabelecimentos também poderão adicionar publicações de redes sociais como Instagram e Facebook na mesma página de informações do Maps. Segundo a empresa, o recurso é uma forma de “reunir informações incluindo cardápios digitais, links de redes sociais e números de contato, além de atualizar os horários de funcionamento, a fim de enriquecer as pesquisas na Busca e no Google Maps e garantindo que eles tenham mais destaque nas plataformas e atraiam ainda mais clientes”.

To Top