Últimas Notícias

Pix deverá ter opção de pagamento por aproximação no celular, segundo presidente do Banco Central

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira que a instituição está fazendo uma associação com Google Pay e Apple Pay para que, em breve, seja possível fazer pagamentos via Pix por aproximação, utilizando o celular. O anúncio foi feito durante um evento promovido pelo Valor Capital Group, em São Paulo.

De acordo com ele, uma das razões que levam as pessoas a usarem ainda o cartão de crédito no lugar do Pix é a facilidade da ferramenta de aproximação. Campos Neto, no entanto, não informou quando a novidade poderá entrar em operação.

Na apresentação, ele também defendeu o diálogo entre países para que se avance em uma integração global de sistemas de pagamento instantâneo.

Vale lembrar que, na quinta-feira passada (dia 6), o Pix bateu um novo recorde diário de transações. Foram realizadas 206,8 milhões de transações, num total de R$ 90,9 bilhões, num único dia.

Ainda de acordo com o BC, o recorde anterior havia sido registrado em 5 de abril, com 201,6 milhões de transações/dia.

Em 48 horas

Considerando o movimento de quinta-feira, pela primeira vez foram realizados mais de 400 milhões de Pix em intervalo de 48 horas.

“Os números são mais uma demonstração da importância do Pix como infraestrutura digital pública, para a promoção da inclusão financeira, da inovação e da concorrência na prestação de serviços de pagamentos no Brasil”, destacou o Banco Central, em nota.

Desde o lançamento, em novembro de 2020, o sistema de pagamentos instantâneos não para de crescer. Mensalmente, o Pix bate cinco bilhões de transações, movimentando cerca de R$ 2 trilhões. Cerca de 155 milhões de pessoas e 16 milhões de empresas já fizeram ou receberam ao menos um Pix.

To Top