Internacional

Presidente eleita do México defende reforma constitucional e minimiza reação do mercado

A presidente eleita do México, Claudia Sheinbaum, minimizou nesta terça-feira, 11, a reação do mercado financeiro às discussões sobre uma reforma constitucional no país. Em coletiva de imprensa nesta tarde, Sheinbaum argumentou que os investidores não devem ficar preocupados com as propostas em debate, que incluem amplas mudanças no sistema judicial.

A futura presidente afirmou que a economia mexicana segue “muito sólida” e que o mercado consumidor doméstico está fortalecido. Para ela, os eleitores escolheram nas urnas um projeto de nação e precisam ser ouvidos. “O importante é que aqueles que vão investir no México saibam que há um quadro de certeza em nosso país, porque há estabilidade econômica, social e política”, disse.

Sheinbaum acrescentou que destacou interlocutores para reuniões com a equipe do atual presidente Andrés Manuel López Obrador, aliado dela. O grupo deve alinhar a agenda para abrir os diálogos sobre as reformas.

Em meio às declarações, o dólar acelerou ganhos ante o peso mexicano e avançava a 18,43715 pesos por volta das 16h27 (de Brasília).

To Top