Benefícios

Programa Acredita para Microempreendedores: novas vantagens para o MEI

Dinheiro Empréstimo
Andrzej Rostek/Shutterstock.com

O Governo Federal, em parceria com o ministro do Empreendedorismo, Márcio França, lançou o “Programa Acredita”, uma iniciativa inovadora para revitalizar o empreendedorismo no Brasil. Com o foco em micro e pequenas empresas, especialmente o Microempreendedor Individual (MEI), este programa visa facilitar o acesso ao crédito e, consequentemente, fomentar o crescimento e a sustentabilidade desses negócios.

Componentes Chave do Programa Acredita

Desenrola Brasil, Pronampe e Procred 360 são os três pilares do Programa Acredita, cada um desenhado para abordar diferentes necessidades dos empreendedores. Essas ferramentas são essenciais para quem busca investir e expandir suas operações, além de serem um suporte vital para quem enfrenta dificuldades financeiras.

O programa prevê a liberação de até R$ 30 bilhões em crédito para estimular o desenvolvimento econômico e fomentar a criação de empregos. Uma das novidades é o auxílio direcionado para negociar dívidas com bancos, proporcionando um alívio financeiro imediato para muitos empresários.

Benefícios Diretos para MEIs

O “Programa Acredita” inclui condições especiais para MEIs, facilitando a obtenção de crédito com limites que podem chegar a R$ 80 mil, representando cerca de 30% do faturamento anual. Notavelmente, 50% dos recursos estão reservados para mulheres empreendedoras, promovendo a igualdade de oportunidades no ambiente de negócios.

Além disso, o Fundo Garantidor de Operações (FGO) Acredita no Primeiro Passo assegura 100% das operações de crédito, removendo a necessidade de garantias convencionais, o que tradicionalmente representava um obstáculo significativo para muitos empreendedores.

Como Participar do Programa Acredita

Para ser elegível ao programa, os empreendedores precisam:

  • Residir no Estado de São Paulo há mais de dois anos;
  • Apresentar renda familiar de até meio salário mínimo per capita;
  • Estar desempregado ou sem vínculo celetista por pelo menos um ano;
  • Não receber benefícios como seguro-desemprego ou equivalentes;
  • Não possuir CNPJ ativo, inclusive como MEI.

As inscrições para o Bolsa Trabalho são feitas exclusivamente através do site oficial do programa, garantindo transparência e facilidade no processo de candidatura.

Com o lançamento do Programa Acredita, o governo brasileiro não apenas busca aliviar a pressão financeira imediata dos microempreendedores mas também prepará-los para um futuro econômico mais robusto. Esse programa é uma vitória significativa para o empreendedorismo nacional, promovendo uma economia mais inclusiva e sustentável.

Mantenha-se atualizado com as últimas notícias e informações sobre oportunidades de crédito para microempreendedores em nossos próximos artigos.

To Top