Internet

Como se defender das invasões do “Jogo do Tigrinho” nas redes sociais

Jogo Tigre
Foto Reprodução

Nos últimos dias, usuários das redes sociais têm relatado um aumento significativo nas mensagens e solicitações relacionadas ao “Jogo do Tigrinho”. Este jogo, também conhecido como “Fortune Tiger”, é ilegal no Brasil por ser considerado um jogo de azar, onde os ganhos dependem exclusivamente da sorte. Influenciadores digitais promoveram o jogo no país, prometendo pagamentos para aqueles que obtivessem três figuras iguais na tela. No entanto, muitos internautas sofreram grandes perdas.

Invasões Automatizadas

Os convites para jogar agora são enviados por robôs, conforme explica Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky para a América Latina:

— Esses relatos de usuários sendo contatados por perfis de jogos de aposta estão cada vez mais comuns. Os administradores desses perfis provavelmente utilizam ferramentas para automatizar o envio de mensagens privadas, adicionando pessoas em grupos e marcando elas em publicações sobre esses jogos sem que elas desejem.

Além de ilegal, muitos links enviados fazem referência ao Jogo do Tigrinho, mas são, na verdade, códigos maliciosos para roubo de dados.

Como Evitar Contatos Indesejados

Especialistas em segurança digital e representantes de plataformas de redes sociais, como a Meta (que controla Instagram e WhatsApp), além de Bianca Orrico, psicóloga na ONG SaferNet, oferecem as seguintes dicas:

Proteja suas informações pessoais:

  • Mantenha seu endereço de e-mail principal e número de telefone privados.
  • No Instagram, mantenha o perfil privado e restrinja o máximo de informações de contato possíveis.
  • Caso opte por manter o perfil público, filtre palavras-chave como “jogo do tigrinho”, “sorte”, “fortuna”, “dinheiro” para bloquear contatos indesejados.

Gerencie interações no Instagram:

  • Defina que apenas seguidores possam marcar você em publicações, enviar mensagens ou comentar suas fotos.
  • Bloqueie perfis indesejados e denuncie como spam.

Ajustes no WhatsApp:

  • Configure para que apenas pessoas da sua lista de contatos possam adicionar você em grupos.
  • Caso já tenha sido adicionado a um grupo, denuncie o grupo e o número responsável para que a plataforma tome medidas apropriadas.

Esforços das Plataformas

A Meta afirma que trabalha intensamente para limitar a disseminação de spam no Facebook e Instagram. Segundo a empresa:

“Entendemos que esse tipo de conteúdo cria uma experiência negativa e prejudica a capacidade das pessoas de interagir de forma autêntica em suas comunidades e procuramos impedir que as pessoas se utilizem de forma abusiva de nossas plataformas”.

To Top