Últimas Notícias

Academia mexicana dá aulas de esgrima com sabres de luz como em ‘Star Wars’

mixvale

A academia não fica em uma galáxia muito distante, mas sim em um parque ao sul da Cidade do México. No local, 20 pessoas se reúnem à noite para empunhar sabres de luz como na saga “Star Wars”. O objetivo da Jedi Knight Academy (JKAMX) é praticar esgrima e se exercitar com os sabres de luz coloridos que se tornaram famosos mundialmente por causa dos filmes, séries de televisão e quadrinhos.

Tiro acidental: Hollywood repensa o uso de armas de fogo após a tragédia de ‘Rust’

‘Oi, tudo bem, ChatGPT?’: Popularização da IA levanta reflexão sobre contato mais ‘afetuoso’ com as máquinas

Todos são estudantes dessa academia no México que propõe um esporte “lúdico com sabres de luz, de maneira segura e divertida”, disse à AFP Mauricio Rodríguez, um estudante de 18 anos. “Adaptamos diferentes tipos de esgrima e os levamos para o sabre de luz”, explica.

Nas aulas, os participantes fazem duas fileiras e movimentam as espadas da mesma forma que Luke Skywalker, o herói da saga criada por George Lucas em 1977. Alguns comentam que são fãs da saga e comparecem às aulas vestidos com camisas com imagens dos filmes, enquanto outros usam máscaras e longas capas. Mostram-se concentrados quando o professor grita a instrução para empunhar o sabre diante de um inimigo imaginário. Depois, os alunos se enfrentam utilizando os movimentos aprendidos.

Alguns estudantes chegaram à academia por seu amor pela ficção científica e os filmes da saga, outros em busca de uma nova forma manter a forma com exercício físico. Quando empunha o sabre de luz, Victor Aceves se sente como um “Jedi”, ou seja, um membro de uma ordem que, nos filmes, é responsável por manter a paz na galáxia.

“Fazer isso com um sabre de luz me faz sentir como um ‘jedi’, mas como esporte é interessante”, diz o estudante de Engenharia, de 24 anos. “As espadas são chamativas, mas fazer isso com um sabre de luz dá um toque mais fantástico”.

Marisol Rodriguez, por sua vez, encontrou uma maneira de se exercitar com um esporte que viu as pessoas praticando na internet.

“Vim para cá porque precisava me exercitar de alguma forma. Foi a única coisa que me chamou a atenção”, diz a mulher de 33 anos. “Encontrei a academia e comecei a frequentar”.

Como em qualquer academia e na própria ordem ‘Jedi’, os alunos devem seguir etapas em seu treinamento: iniciante, ‘padawan’ (que nos filmes significa aprendiz), cavaleiro, ‘grande cavaleiro’ e mestre.

“A sensação é como de uma família e de pertencimento, de segurança (…) onde você pode se divertir e competir”, resume Rodríguez.

To Top