SÃO PAULO (Reuters) – A contratação de crédito rural do Plano Safra somou 75,36 bilhões de reais nos cinco primeiros meses da temporada 2018/19, um alta de 19 por cento ante igual período do ciclo passado, com as linhas de investimento tendo forte demanda, informou o Ministério da Agricultura nesta segunda-feira.

De acordo com a pasta, os empréstimos para investimento tiveram aumento de 37 por cento na comparação anual, totalizando 15,5 bilhões de reais.

“A maior procura pelos recursos utilizados para investimento concentra-se na aquisição de máquinas, implementos, armazenagem e infraestrutura das propriedades em geral”, disse o ministério em comunicado.

Nesta quinta-feira, a associação das montadoras no Brasil (Anfavea) relatou aumento de 27,5 por cento nas vendas de máquinas agrícolas em novembro, na comparação com o mesmo período do ano passado.

As operações de custeio canalizaram o maior volume, chegando a 43,3 bilhões de reais, ganho de 15 por cento.

“O desempenho favorável desses programas revela a importância e a prioridade atribuídas ao processo produtivo sustentável, a necessidade de aumentar a capacidade estática de armazenagem… e, por fim, a forte demanda por tecnologia, inovação e modernização do setor agropecuário”, disse o secretário de Política Agrícola, Wilson Vaz de Araújo, em nota.

As contratações de crédito para industrialização e comercialização também tiveram bom desempenho, aumentando para 3,4 bilhões e 13 bilhões de reais, respectivamente.

(Por Isabel Marchenta)