Brasil

Com Gabriel, Corinthians se reapresenta sem Vital e quarteto da seleção em 2019

Com arbitragem polêmica, Corinthians vence São Paulo e aumenta crise rival

Fora do Corinthians na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG no domingo (1º), por causa da frustrada negociação com o Al-Hilal, da Arábia Saudita, o volante Gabriel se reapresentou no CT Joaquim Grava na manhã desta segunda-feira (2) para retomar a rotina de trabalhos sob o comando do técnico Fábio Carille. O próprio treinador já confirmou seu retorno ao time titular no sábado (7), às 11h, contra o Ceará, no Itaquerão.

Gabriel encaminhou negociação com o clube árabe na quinta-feira da semana passada (29) e falou em tom de despedida após a classificação para as semifinais da Copa Sul-Americana. No dia seguinte, embarcou ao lado de seus empresários para fora do país, onde faria exames médicos e assinaria contrato. Porém, antes da chegada, o Al-Hilal conseguiu contratar o colombiano Cuellar, do Flamengo, e desistiu de Gabriel. O corintiano voltou ao Brasil, mas chegou tarde no sábado (31) e não foi escalado no jogo do dia seguinte. Agora fica novamente à disposição.

O diretor de futebol, Duílio Monteiro Alves, rejeitou entrar com ação na Fifa contra o clube árabe. “Não digo nem palavra, é pior, tinha contrato assinado por eles. Mas o Gabriel está na casa dele, é muito bem-vindo de volta. Estamos felizes com o retorno dele, mas chateado pela situação”, disse.

Em contrapartida ao retorno de Gabriel, o Corinthians se reapresentou sem quatro jogadores convocados para datas-Fifa: Fagner, na seleção principal; Pedrinho, na olímpica; Sornoza, no Equador; e Araos, no Chile. Todos são desfalques contra o Ceará. Além deles, o meia Mateus Vital foi liberado para acompanhar o nascimento de sua filha, Antonella, no Rio de Janeiro, mas volta ao clube nos próximos dias.

To Top