Caixa contrata 174 empregados com deficiência (PcD).
Benefícios

Redução de juros da Caixa entra em vigor e construtoras oferecem promoções para fechar negócio

Na próxima segunda-feira, dia 24, começam a valer as novas taxas de juros da Caixa Econômica Federal (CEF) para o financiamento de imóveis com avaliação de até R$ 1,5 milhão, enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Os juros passam de 9,5% ao ano para 8,75% ao ano. A medida, anunciada na última semana, trouxe expectativas positivas para setores do mercado imobiliário.

Para o presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ) e CEO da Brasil Brokers, Cláudio Hermolin, toda decisão que permite maior acesso ao crédito vai ajudar a alavancar o mercado e ainda atravessa a crise

– A possibilidade de ter casa própria com crédito e taxas menores fora do SFH faz uma grande diferença até porque o novo limite para uso do saldo da conta vinculada do FGTS para imóveis de até R$ 1,5 milhão só vai entrar em vigor em janeiro do ano que vem. Então, é uma forma de ajudar as construtoras a reduzirem seus estoques nesse segundo semestre e trazer mais competição entre os bancos – ressalta Hermolin.

Marcio Cardoso, presidente da Sawala, também acredita que a redução da Caixa vai impulsionar o setor.

– É uma boa notícia sim, ainda mais considerando o fato de que os imóveis já estão em um momento de muita oportunidade, com preço e liquidez, e aí vem um incentivo de financiamento mais barato, o que estimula o comprador e aumenta a procura. É uma decisão favorável e é um bom momento para comprar o imóvel – afirma Cardoso.

Sanderson Fernandes, diretor da Avanço Realizações Imobiliárias, lembra que a Caixa é um termômetro para o mercado. Ou seja, os bancos privados podem acompanhar o movimento de redução, fazendo com que o interessado possa escolher a melhor negociação.

– A redução da Caixa é um fator muito importante para o mercado, pois, você tem as taxas menores e, ao mesmo tempo, as construtoras que estão com estoques têm feito ações não só no valor do imóvel como também em benefícios para o cliente. A decisão da Caixa, com certeza, vai aumentar o percentual de vendas e diminuir o estoque. Será um incentivo para as construtoras pensarem em lançamentos – avalia Fernandes.

Promoções para fechar negócio

Além da redução nas taxas de juros no SFI, outras iniciativas de construtoras e imobiliárias voltadas para compra de imóveis pelo programa ‘Minha casa, minha vida’ ajudam na retomada do setor.

Cláudio Hermolin avalia que a visão do mercado hoje é “pró-comprador”, ou seja, o cliente está com mais poder de negociação.

– No auge do mercado imobiliário, entre 2009 e 2012, o cenário era bom para o vendedor e os compradores aceitavam os valores praticados e as condições de pagamento, mas atualmente o cenário é outro. As incorporadoras estão com campanhas e preços mais atraentes, facilitando para que seus estoques sejam reduzidos com mais velocidade – observa Hermolin.

No programa ‘Minha casa, minha vida’, a CAC Engenharia oferece ITBI e registro grátis para empreendimentos em Nova Iguaçu e Mesquita, na Baixada Fluminense. No total, são 1.760 unidades, todas de dois quartos, com preços a partir de R$ 119.900 (empreendimento Caminhos do Rio 2 – Mesquita) e possibilidade de conseguir subsídios (descontos) de até R$ 42.200, dependendo da renda familiar.

– Além dos preços mais acessíveis, oferecemos as vantagens de ITBI e registro por conta da CAC para estimular o fechamento do negócio. O cliente compra o imóvel e não precisa se preocupar com estes custos. A campanha tem dado muito certo, pois o cliente percebe que é um bom diferencial ter estes valores subsidiados pela construtora – explica Bruno Teodoro, gerente comercial da empresa.

Para quem procura por um imóvel pelo programa em Duque de Caxias, na compra de um unidade à vista no Central Park Riviera, que tem preços a partir de R$ 133 mil, a Construtora Riveira oferece 20% de desconto e uma moto Yamaha 0Km.

– As promoções dão um fôlego nas vendas. Já fizemos uma campanha de condomínio grátis por seis meses e outra com condições exclusivas para o servidor municipal, estadual e federal, ambas muito bem recebidas pelo público. Agora, para o lançamento da segunda fase, optamos pelo desconto na unidade à vista – afirma diretor-geral da construtora.

Em Santa Cruz, a MRV Engenharia lança o Residencial Rio Araras, com 420 unidades de dois quartos, preços a partir de R$ 144 mil e subsídios de até R$ 47.500. Entre as facilidades estão documentação grátis e entrada parcelada em até 60 vezes.

No Cenário da Montanha, empreendimento pelo ‘Minha casa’ que a Rio Oito está construindo em Itaipava, o cliente que adquirir uma das unidades e indicar um amigo que também fechará negócio será contemplado com um rack para decorar o lar. As unidades têm preços a partir de R$ 195 mil.

Já a Avanço Realizações Imobiliárias aceitará o carro como parte do pagamento (avaliação de até 90% da tabela Fipe) nos imóveis prontos para morar nos bairros de Olaria, Freguesia (Jacarepaguá) e Engenho de Dentro, com preços a partir de R$ 349 mil.

Para as unidades comerciais, a campanha vai oferecer ITBI grátis e o imóvel pronto com piso, primeira demão de pintura, rebaixamento de gesso e instalações elétricas. Há ofertas de lojas no Cachambi e espaços corporativos na Freguesia (Jacarepaguá).

Redução de juros da Caixa entra em vigor e construtoras oferecem promoções para fechar negócio
To Top