Tiago Volpi vê São Paulo à frente dos rivais e quer time mais regular em 2020
Sports

Tiago Volpi vê São Paulo à frente dos rivais e quer time mais regular em 2020

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

O goleiro Tiago Volpi valorizou nesta segunda-feira a manutenção do elenco do São Paulo e a permanência da comissão técnica comandada por Fernando Diniz. O jogador acredita que o time está à frente dos rivais Corinthians, Palmeiras e Santos, que mudaram seus treinadores para 2020.

“Sabemos que o elenco tem muita qualidade e o quanto é importante manter a base e o treinador. Chegamos na pré-temporada sabendo o plano de jogo, e isso ajuda. Você tem duas semanas de pré-temporada, é um tempo bom, mas não tanto. Acho que chegar já sabendo o estilo de jogo pode ser um passo à frente. Vejo isso de uma maneira muito positiva, nos dá uma vantagem”, analisou o goleiro. “Com muitas trocas, o ano começa mais conturbado. Dar sequência fortalece o grupo”, acrescentou.

Volpi foi o principal investimento até agora do São Paulo para 2020. O clube acertou a compra do goleiro, que estava emprestado pelo Querétaro, do México, por US$ 5 milhões (cerca de R$ 20 milhões). Além disso, o São Paulo comprou o lateral-direito Igor Vinícius e acertou a permanência do meia Vitor Bueno em negociação que envolveu a ida do atacante Raniel para o Santos.

“Fiquei feliz, já tinha externado a muitas pessoas que eu queria ficar. Era o meu desejo, o desejo da minha família, e hoje a felicidade é completa. A expectativa é a melhor possível, trabalhando muito forte para que o caminho das vitórias possa voltar a aparecer para o São Paulo em 2020 e para que a gente possa ser uma equipe constante”, disse.

O goleiro não se vê pressionado por causa do investimento do São Paulo. Ele foi a quinta tentativa do clube no setor após a aposentadoria e destacou-se no ano passado. Nesta temporada, seu reserva imediato é Lucas Perri. O antigo reserva, Jean, teve contrato suspenso após agredir a mulher, Milena Bemfica, e foi emprestado ao Atlético-GO.

“Encaro com naturalidade, era uma situação que sabíamos desde o ano passado, era uma contratação complicada por causa dos valores, mas não vejo como responsabilidade ou pressão. Acho algo legal, um desafio bacana na minha carreira. Claro que as pessoas vão esperar mais, e eu vou ter que dar mais. Não posso me contentar com aquilo que foi feito no ano passado. Hoje você tem que estar melhor do que foi ontem”, projetou Volpi.

To Top