Quem recebe salário mínimo deixa de ganhar R$ 137 milhões do INSS
Benefícios

Quem recebe salário mínimo deixa de ganhar R$ 137 milhões do INSS

aposentadoria pelo inss

Quem recebe salário mínimo deixa de ganhar R$ 137 milhões do INSS. Beneficiários do INSS que receberam em janeiro o salário mínimo com correção abaixo da inflação de 2019 deixaram de ganhar um total R$ 137,4 milhões. Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

O valor equivale à diferença de R$ 6 entre o piso de R$ 1.039, depositado para 22,9 milhões de beneficiários inscritos na folha do mês passado, e o novo salário mínimo de R$ 1.045, válido a partir de fevereiro.

PIS-PASEP: Primeiro lote com o novo salário mínimo de R$ 1.045

Na terça-feira (11), a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho publicou portaria ajustando o piso dos benefícios previdenciários ao novo salário mínimo.

A correção vale para aposentadorias, pensões por morte, auxílios-doença, benefícios assistenciais e outros. O texto, porém, não menciona a reposição do valor que deixou de ser pago em janeiro.

Caso não faça a compensação, a administração de Jair Bolsonaro descumprirá regra constitucional que determina a manutenção do valor real de compra dos benefícios, afirmam especialistas em Previdência. 

Veja regras para comprovação de vida do INSS

“O governo pode aumentar o salário mínimo quando quiser, mas não pode pagar benefícios com correção abaixo da inflação”, diz Tonia Galleti, coordenadora jurídica do Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados). 

“Ao readequar o piso em fevereiro, o governo demonstra que errou ao pagar um valor menor em janeiro”, comenta Roberto de Carvalho Santos, presidente do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários).

“O Ieprev estuda entrar ou apoiar eventuais medidas judiciais coletivas, como uma ACP [Ação Civil Pública], para exigir o cumprimento da Constituição, porque o cidadão comum dificilmente irá ingressar com um processo individual no Juizado Especial Federal para cobrar essa diferença de R$ 6”, diz Santos. 

Saiba quanto você vai pagar de contribuição ao INSS

No início do ano, o salário mínimo havia sido reajustado de R$ 998 para R$ 1.039. Aplicada antes da divulgação da inflação oficial, a correção (de 4,11%) foi realizada com base em uma estimativa do Executivo. 

O cálculo divulgado pelo IBGE em 10 de janeiro, porém, apontou alta de 4,48% no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), indicador oficial de inflação para correções de benefícios pagos pelo governo.

Para evitar que o piso salarial ficasse abaixo da alta do custo de vida, o presidente Jair Bolsonaro publicou medida provisória elevando o valor do salário mínimo a partir de fevereiro. 

Como a alteração do salário mínimo a partir de fevereiro ocorreu por meio de medida provisória, o texto do governo ainda poderá ser modificado pelo Legislativo.

“A cobrança do pagamento da diferença pela via política seria uma alternativa à ação judicial coletiva e também pode funcionar”, comenta Tonia Galleti, do Sindnapi. 

Questionada pela reportagem se haverá pagamento retroativo aos beneficiários, a Secretaria de Previdência não comentou.

BENEFÍCIOS DE FEVEREIRO | QUANDO CAI NA CONTA
Veja o calendário de depósitos da folha de pagamentos do INSS de fevereiro:
 
Para quem ganha até um salário mínimo:

Número final do benefícioDia do pagamento
119 de fevereiro
220 de fevereiro
321 de fevereiro
427 de fevereiro
528 de fevereiro
62 de março
73 de março
84 de março
95 de março
06 de março

 
Para benefícios com valor acima do piso:

Número final do benefícioDia do pagamento
1 e 62 de março
2 e 73 de março
3 e 84 de março
4 e 95 de março
5 e 06 de março

 
Atenção

  • A consulta costuma ser liberada nos dias que antecedem o início dos pagamentos
  • A ordem dos pagamentos é feita conforme o último número do benefício, sem considerar o dígito verificador, que fica após o traço

Contribuição do MEI ao INSS será de R$ 52,25

To Top