Índices europeus voltam a cair com aumento de mortes por vírus
Economia

Índices europeus voltam a cair com aumento de mortes por vírus

Por Sagarika Jaisinghani

(Reuters) – As ações europeias rondavam mínimas de sete anos nesta segunda-feira, devido ao medo crescente de uma contração da economia global no ano depois que vários países se auto-isolaram para reduzir a propagação da pandemia de coronavírus.

Às 7:49 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 caía 3,82%, a 1.107 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 3,93%, a 282 pontos.

A intervenção dramática das autoridades globais não conseguiu conter a maior venda do mercado global de ações desde o colapso financeiro de 2008.

As ações de viagens e lazer, mineração e indústria novamente lideravam as quedas no índice principal, com a expansão implacável do Covid-19 interrompendo a atividade econômica, prenunciando uma recessão global profunda e duradoura.

“Parece que aqui a aversão ao risco permanece à medida que os investidores ficam com mais medo de que essa possa ser a pior recessão global em tempos de paz”, disse Edward Moya, analista de mercado da corretora OANDA.

. Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 4,15%, a 4.975 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 3,48%, a 86.618 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 2,99%, a 3.927 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 3,24%, a 15.221 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 2,89%, a 6.257 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 3,16%, a 3.554 pontos.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG2M10Z-BASEIMAGE

To Top