Maracanã receberá hospital de campanha durante pandemia de coronavírus
América Latina

Maracanã receberá hospital de campanha durante pandemia de coronavírus

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O Maracanã vai receber um dos seis hospitais de campanha que serão erguidos no Estado do Rio de Janeiro para atender ao aumento da demanda de pacientes devido à pandemia de coronavírus, informou nesta quinta-feira a Secretaria de Estado de Saúde.

O estádio, que recebeu a final da Copa do Mundo de 2014 e as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos de 2016, está sendo preparado para receber a estrutura temporária, depois que os gestores Flamengo e Fluminense deram aval.

O governo do Estado ainda não definiu se a estrutura será montada no campo do estádio de futebol ou em alguma outra instalação do complexo esportivo, que inclui um estádio de atletismo atualmente desativado, um parque aquático e o ginásio do Maracanãzinho.

Os detalhes sobre o início da montagem e o tamanho do hospital de campanha ainda estão sendo definidos, segundo assessores da secretaria, e serão anunciados pelo governador Wilson Witzel e pelo secretário de Saúde, Edmar Santos.

Na véspera, os dois disseram que estão previstos ao menos seis hospitais de campanha no Estado, cada um com capacidade de 200 leitos. O Rio de Janeiro é o segundo Estado com mais casos de Covid-19 no Brasil, com 370 casos e seis mortes, atrás apenas de São Paulo, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na quarta-feira.

“Nossa avaliação técnica é que apenas após 4 de abril poderemos fazer avaliação mais precisa do achatamento da nossa curva (de casos) e nossa capacidade de hospitalizar as pessoas em situação mais grave“, disse Witzel a jornalistas.

A prefeitura do Rio também se prepara para inaugurar uma unidade de campanha no centro de convenções Riocentro, além da montagem de estruturas temporárias em locais próximos a hospitais existentes, de forma a desafogar o atendimento regular nas emergências.

Em São Paulo, um hospital de campanha está sendo montado no tradicional estádio do Pacaembu, e em Brasília o Estádio Mané Garrincha também receberá um hospital de campanha.

Por conta da pandemia de coronavírus, todo o calendário do futebol brasileiro foi suspenso pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), assim como em vários países afetados pela doença.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG2P20K-BASEIMAGE

To Top