Curta de Almodóvar com Tilda Swinton vira destaque em Veneza
Cultura

Curta de Almodóvar com Tilda Swinton vira destaque em Veneza

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O novo filme de Pedro Almodóvar, “The Human Voice”, foi celebrado com críticas entusiasmadas após estrear no Festival de Veneza nesta quinta.
O maior cineasta espanhol em atividade realizou sua primeira obra em inglês com este curta-metragem de 30 minutos, estrelado por Tilda Swinton e baseado num texto do francês Jean Cocteau.
Segundo o Indiewire, o filme “seria um dos ingressos mais quentes do Festival de Veneza se não fosse pelo pequeno detalhe de ter só 30 minutos”. “De todo modo, Almodóvar faz tanto em meia hora que o filme está destinado a sair como um dos destaques do festival.”
O crítico Nicholas Barber continua. “Essa é a pura essência destilada tanto do diretor veterano quanto da atriz. Para qualquer apaixonado pelo estilo instantaneamente reconhecível de Almodóvar e Swinton, o filme é basicamente pornô.”
“Em todo o seu absurdo delicioso e extravagância kitsch”, segundo Guy Lodge, crítico da revista Variety, o filme “se amarra às preocupações de abandono emocional e dificuldade de comunicação que cobrem há tempos os trabalhos mais ostensivamente sérios do diretor”.
As críticas lembraram que a relação de Almodóvar com Cocteau é antiga. Ele já havia citado a peça que agora adapta com Swinton de forma explícita em dois filmes da década de 1980, “A Lei do Desejo” e “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”.
O jornal El País destacou que o diretor classificou o novo filme, um longo monólogo ininterrupto, como um capricho. “Este curta é quase um capricho, uma experiência de liberdade. Inclusive me senti livre por não precisar falar em espanhol.”
“A situação daquela mulher abandonada, sozinha e à beira da loucura, junto a um cachorro com quem compartilha o luto e um monte de malas feitas, é uma situação dramática que sempre me estimulou.”
O Festival de Veneza, primeira grande mostra cinematográfica a ser realizada de forma presencial desde o início da pandemia, segue até o dia 12.

To Top