Dataprev apresenta solução Sniper para auxiliar o Governo Federal no combate a irregularidades na concessão de benefícios
Últimas Notícias

Dataprev apresenta solução Sniper para auxiliar o Governo Federal no combate a irregularidades na concessão de benefícios

Cerca de R$ 58 milhões em pagamentos suspeitos foram bloqueados com a aplicação da ferramenta – já em uso na apuração de fraudes no Seguro-Defeso
 

A Dataprev apresentou nesta quarta-feira (18), para uma plateia de autoridades públicas, a solução tecnológica que está auxiliando o governo a detectar e combater fraudes no chamado Seguro-Defeso, modalidade do Seguro-Desemprego que beneficia pescadores artesanais durante o período proibido para pesca.

Trata-se do Sniper, uma plataforma que reúne tecnologias como Big Data, Machine Learning, Analytics e Inteligência Artificial focadas na construção de trilhas de cruzamento de grande volume de dados que permitem identificar padrões de desvios na concessão de benefícios.

Durante o evento “Encontro de Integridade e Combate a Fraudes”, promovido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foram apresentados os primeiros resultados da experiência piloto com a Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP) com a utilização da ferramenta. De acordo com os dados apresentados, após a análise de 261 mil requerimentos do Seguro-Defeso, 55,5 mil parcelas do benefício foram bloqueadas, correspondente a cerca de R$ 58 milhões.

O diretor de Relacionamento e Negócios da Dataprev, Alan Santos, destacou que a Dataprev trabalha há mais de um ano na experiência piloto com a Secretaria de Pesca e que a empresa foi, neste tempo, aprimorando a solução que pode, inclusive, ter seu uso ampliado. “Estamos empenhados em cumprir o nosso papel para que todo o processo de detecção e combate a irregularidades previdenciárias tenha sucesso”.

O secretário especial da SAP, Jorge Seif, ressaltou o entusiasmo da pasta com o uso do Sniper.  Ele avalia que o novo sistema é avançado e levará a uma economia expressiva aos cofres públicos. “Estamos falando de recursos desperdiçados com pessoas que não têm direito”, afirmou.

Grupo de Trabalho

Durante o evento, foi formalizada, com assinatura de uma portaria, a criação de Grupo de Trabalho com a participação INSS, Dataprev, Polícia Federal, Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e Secretaria de Aquicultura e Pesca para dar continuidade e aprofundar os trabalhos de detecção e combate a fraudes.

O presidente do INSS, Leonardo Rolim, disse que a experiência piloto com o Seguro-Defeso mostrou um potencial de economia de cerca de 3%. Ele afirmou que se replicada para o Regime Geral de Previdência, a economia poderia chegar a R$ 20 bilhões. “A relação institucional e o uso de tecnologia foram os grandes avanços para garantir o bom uso dos recursos públicos”, destacou.

Já o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, reforçou a parceria entre os diversos órgão no alcance dos resultados. “Não desviaremos os rumos de nossas políticas de enfrentamento a fraudes, enquanto tivermos um presidente que nos apoie. Vamos cada vez mais criar uma pauta antifraudes”, afirmou.

O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mário Paes de Andrade, também ressaltou o potencial do Sniper. “Está claro, desde o início, o potencial de transformação digital dessa ferramenta”, afirmou. “Foi um trabalho incrível das equipes e vamos seguir usando o digital em todas nossas ações, que é a única maneira de eliminar a burocracia e liberar recursos para as políticas sociais de verdade”, concluiu.

Também participaram do Encontro o diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal, Igor Romário de Paula; a vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé de Oliveira; o secretário de Controle Externo da Gestão Tributária, da Previdência e Assistência Social do TCU, Tiago Alves Dutra; e a diretora de Auditoria de Previdência e Benefícios da CGU, Eliane Mota.

To Top