Trigo toca mínima de 2 meses em Chicago; milho e soja também caem
Agro

Trigo toca mínima de 2 meses em Chicago; milho e soja também caem

Por Julie Ingwersen

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo negociados em Chicago atingiram uma mínima de dois meses nesta terça-feira, pressionados pela melhora nas condições do cereal de inverno nos Estados Unidos, pela forte competição no mercado de exportações e pelas crescentes estimativas para a safra da Austrália, disseram analistas.

Os futuros de milho e soja também recuaram, devolvendo ganhos do início da sessão à medida que operadores passaram a focar no registro de chuvas favoráveis aos cultivos na América do Sul.

O contrato março do trigo fechou em queda de 7,75 centavos de dólar, a 5,7725 dólares por bushel, após despencar até 5,74 dólares, menor nível desde 2 de outubro.

O milho para março recuou 5,25 centavos, para 4,2075 dólares o bushel, e o vencimento janeiro da soja cedeu 6,50 centavos, a 11,62 dólares/bushel.

Os futuros do trigo apagaram ganhos iniciais após o mercado questionar o interesse por exportações do cereal norte-americano.

“A demanda por trigo fora dos EUA não está boa. Nós, na verdade, tivemos um relatório de exportações muito bom na semana passada, mas até que isso seja visto de forma consistente, não sei se o mercado vai ficar muito animado”, disse Joe Vaclavik, presidente da corretora Standard Grain.

(Reportagem adicional de Sybille de La Hamaide, em Paris, e Naveen Thukral, em Cingapura)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGB03I7-BASEIMAGE

To Top