Receita muda o carnê-leão: Fique por dentro
Benefícios

Receita muda o carnê-leão: Fique por dentro

Aposentados podem estar pagando IRPF sem precisar, veja se não é o seu caso

Receita muda o carnê-leão: Fique por dentro. A Receita Federal vai mudar a forma como o contribuinte preenche o carnê-leão, que é o recolhimento mensal obrigatório de imposto para quem recebe rendas de aluguel, pensão alimentícia, trabalho autônomo, entre outras.

A partir deste ano, o preenchimento do carnê-leão será on-line, diretamente no site da Receita Federal. A mudança já valerá para as rendas recebidas em janeiro, cujo recolhimento do imposto deverá ser feito até o fim de fevereiro.

Até 2020, o contribuinte tinha que baixar um programa específico do carnê-leão no computador para preencher o documento e calcular o imposto a pagar.

Para utilizar o novo sistema do carnê-leão, o contribuinte precisará ter um código de acesso e senha para entrar no Centro de Atendimento Virtual (Portal e-CAC) da Receita Federal.

Após entrar no sistema, acesse o serviço “Meu Imposto de Renda“. Em seguida, localize o menu “Declaração”. Dentro deste menu, clique em “Acessar carnê-leão”.

Se você ainda não tem o código para acessar o e-CAC, veja aqui como gerá-lo.

Vale ressaltar que as regras que exigem o recolhimento do carnê-leão não mudaram. Você pode consultar aqui as situações em que o contribuinte deve efetuar o pagamento mensal do imposto. As mais comuns são recebimento de aluguéis, pensão alimentícia e renda de trabalho autônomo.

Segundo a Receita, os valores do carnê-leão de 2021 ficarão armazenados no site e serão transferidos para a declaração de Imposto de Renda de 2022 quando o contribuinte for preencher a declaração. Fonte: Economia Uol

To Top