Saques de até R$ 1.100 livres no Pis-Pasep
Benefícios

Saques de até R$ 1.100 livres no Pis-Pasep

PIS PASEP

Saques de até R$ 1.100 livres no Pis-Pasep Com a mudança no calendário do abono do PIS-Pasep, que passará a ser pago de forma anual e só terá novas liberações a partir de janeiro de 2022, muitos trabalhadores que não sacaram os valores a que têm direito ainda podem receber o benefício.

Este é o caso de quem trabalhou com carteira assinada ou esteve registrado como funcionário de órgão público nos anos de 2018 e 2019. Esses profissionais terão até o dia 30 de junho para fazer a retirada da grana na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil.

Segundo a Caixa, para o ano-base 2019, aproximadamente 887 mil trabalhadores ainda não efetuaram o saque do dinheiro, representando um montante de R$ 625,9 milhões. Com relação aos benefícios de anos anteriores, cerca de 1,9 milhão de trabalhadores não sacaram o abono do PIS, o que totaliza R$ 1,2 bilhão.

Já sobre o Pasep, cerca de 208 mil trabalhadores não buscaram o abono referente ao ano-base 2019, deixando R$ 96 milhões para trás, segundo o Banco do Brasil. Outros 367 mil beneficiários deixaram de sacar o dinheiro do ano-base 2018, o que corresponde a R$ 295 milhões.

A liberação da grana dos calendários anteriores atende à resolução 838 do Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador), de 24 de setembro de 2019, que permite ao trabalhador que ainda não sacou o benefício o direito de receber o abono até junho deste ano.

Tem direito ao abono o trabalhador de empresa privada com CNPJ inscrito no PIS e o servidor público inscrito no Pasep há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por, pelo menos, 30 dias nos anos de 2018 e/ou 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos da época. O valor pago varia conforme o número de meses trabalhados no ano, e vai de R$ 92 a R$ 1.100.

To Top