Auxílio Brasil para os pagamentos através do Cadastro Único dos brasileiros
Auxílio Brasil

Auxílio Brasil para os pagamentos através do Cadastro Único dos brasileiros

auxilio brasil aplicativo

Auxílio Brasil para os pagamentos através do Cadastro Único dos brasileiros O programa Auxílio Brasil, que irá substituir o Bolsa Família a partir do dia 17 deste mês, terá o pagamento de seis benefícios, além da renda básica. Quem já recebe o Bolsa Família passará a ter o Auxílio Brasil automaticamente. Além desse valor básico, é possível que cada família receba benefícios complementares, que variam entre R$ 100 e R$ 200.

Para o Auxílio Esporte Escolar e a Bolsa de Iniciação Científica, por exemplo, serão pagas 12 parcelas mensais de R$ 100 mais R$ 1.000 em parcela única, por família. O pagamento dura enquanto a família atender aos critérios do benefício.

Nesta segunda-feira (8) à noite, em edição extra do Diário Oficial da União, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) regulamentou o programa e definiu o valor dos benefícios complementares. Veja ao lado.

A permanência no Auxílio Brasil depende do cumprimento de regras como a frequência escolar mensal mínima de 60% para crianças de quatro e cinco anos, e de 75% para quem tem de seis a 21 anos, além de ter o calendário de vacinação em dia, o acompanhamento do estado nutricional de crianças com até sete anos de idade incompletos, e do pré-natal para as gestantes.

Os benefícios básicos Primeira Infância e Composição Familiar serão limitados a cinco por família. Eles foram incorporados ao programa em caráter definitivo e não têm relação com o valor mínimo de R$ 400 prometido pelo governo para o Auxílio Brasil em 2022.

O pagamento deste valor, previsto para ser liberados a partir de dezembro –retroativo a novembro para quem já é do Bolsa Família– depende da aprovação, pelo Congresso Nacional, da PEC dos Precatórios.

O governo pretende seguir atendendo, neste mês, 14,6 milhões de famílias em situação extrema pobreza e pobreza, inscritas no CadÚnico. Em dezembro, o número deve subir para 17 milhões. O benefício teve reajuste médio de 17,84%.

To Top