Últimas Notícias

Bolsonaro e Alexandre de Moraes conversam a portas fechadas na casa de Arthur Lira

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes conversaram a portas fechadas na quarta (22) em uma sala na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Os dois se encontraram no jantar que Lira fez em homenagem ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que celebra os 20 anos de sua indicação para a corte.

Alexandre de Moraes vai presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir de agosto e tem sido um dos principais alvos de ataques de Bolsonaro. Relator do inquérito das fake news e responsável pela prisão de diversos bolsonaristas, o magistrado chegou a ser chamado de “canalha” pelo presidente diante de uma multidão que se reuniu na avenida Paulista, no dia 7 de setembro de 2021, para um ato de raiz golpista.

Bolsonaro depois fez uma carta se desculpando, mas nunca cessou os ataques e acusa Moraes de ter quebrado um acordo que previa que, em troca da carta, o inquérito das fake news seria encerrado. Moraes e o ex-presidente Michel Temer (MDB), que fez o meio de campo entre os dois, negam.

Ao chegar ao jantar na casa de Lira, na noite de quarta (22), Bolsonaro cumprimentou Alexandre de Moraes de forma amistosa. Fez piadas com o fato de o magistrado ser corinthiano e ele, palmeirense.

Depois de circularem separados entre outros convidados, os dois voltaram a se encontrar —desta vez, em uma sala reservada, e sem a presença de outras testemunhas.

O fato de se isolarem em uma sala chamou a atenção de outros convidados, que festejaram o fato como um sinal de distensionamento, ao menos momentâneo, entre os dois. Há um temor, entre magistrados e lideranças políticas, de que Bolsonaro aumente os ataques ao TSE e não reconheça o resultado das eleições caso seja derrotado nas urnas.

Apesar da curiosidade geral, a conversa, até agora, permanece sigilosa.

Além dos dois, também participaram da homenagem a Gilmar o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Anderson Torres (Justiça), o ministro do STF Ricardo Lewandowski e parlamentares da oposição, como o líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes (MG).

To Top