Benefícios

Calendário do FGTS libera até R$ 6 mil: entenda como receber seu benefício

Fundo de Garantia Novo FGTS
rafapress/Shutterstock.com

Calendário do FGTS libera até R$ 6 mil: entenda como receber seu benefício A Caixa Econômica Federal divulgou novas datas para o saque do FGTS através da modalidade Saque Aniversário, permitindo aos trabalhadores acessar entre R$ 500 e R$ 6 mil do fundo, a depender do saldo em conta. A oportunidade chega em um momento oportuno para muitos que buscam um complemento financeiro.

O Que é o Saque Aniversário?

Introduzido em 2019, o Saque Aniversário permite aos trabalhadores retirarem parte do saldo do FGTS anualmente no mês de seu aniversário. Essa modalidade, no entanto, implica a renúncia ao direito de saque total do FGTS em caso de demissão sem justa causa, mantendo-se apenas a multa rescisória de 40%.

Como Adesão ao Saque Aniversário?

A adesão ao Saque Aniversário é um processo simples e digital:

  1. Instale e abra o aplicativo FGTS.
  2. Faça o login com os dados da sua conta vinculada à Caixa.
  3. Selecione a opção “Saque Aniversário” e confirme sua escolha.

É importante notar que, uma vez escolhida a modalidade Saque Aniversário, o trabalhador deve permanecer nela por pelo menos dois anos.

Calendário de Saques em 2024

A Caixa estabeleceu um calendário específico para os saques em 2024, organizado de acordo com o mês de nascimento do beneficiário:

  • Janeiro: 02/01 a 29/03
  • Fevereiro: 01/02 a 30/04
  • Março: 01/03 a 31/05
  • Abril: 01/04 a 28/06
  • Maio: 01/05 a 31/07
  • Junho: 03/06 a 30/08
  • Julho: 01/07 a 30/09
  • Agosto: 01/08 a 31/10
  • Setembro: 02/09 a 29/11
  • Outubro: 01/10 a 31/12
  • Novembro: 01/11 a 31/01/2025
  • Dezembro: 02/12 a 28/02/2025

Fique atento!

  • O saque-aniversário é opcional. O trabalhador pode escolher entre essa modalidade e o saque rescisório integral.
  • O valor do saque é limitado a 10% do saldo total do FGTS, com um piso de R$ 500 e um teto de R$ 6 mil.
  • Para ter direito ao saque, o trabalhador precisa ter pelo menos dois anos de carteira assinada e conta ativa do FGTS.
To Top