Benefícios

Jair Bolsonaro chama Bolsa Família de “condução coercitiva”

bolsonaro chama Bolsa Família de "condução coercitiva" e diz que programa era usado para angariar votos

Jair Bolsonaro chama Bolsa Família de “condução coercitiva”. Bolsonaro chama Bolsa Família de “condução coercitiva” e diz que programa era usado para angariar votos. O presidente Jair Bolsonaro comparou o programa Bolsa Família a uma espécie de “condução coercitiva” do PT para as pessoas mais pobres e que o programa serve para angariar votos.

“Eu lembro que, num debate de 2014, uma candidata bateu no peito e disse que ‘em nosso governo 50 milhões de pessoas vivem do Bolsa-Família’. Obviamente, muita gente humilde necessitava até disso daí. Mas, outra parte, não. Porque não era também estimulada a sair desse tipo de condução coercitiva, vamos por assim dizer”, afirmou.

Depois, questionado sobre sua afirmação, disse que “em parte, o Bolsa Família foi usado para angariar votos”.

Crítico do programa quando era deputado federal, Bolsonaro durante a eleição prometeu que não iria acabar com o Bolsa Família e, ao assumir, disse que criaria um 13º para o programa. A proposta, no entanto, ainda não foi implementada.

Em mais uma série de críticas ao PT, disse que o importante para o partido era que pessoas sem estudo tivessem “o título de eleitor em uma mão e o cartão de um programa social na outra”.

“Em alguns casos são necessários até pela idade e pela condição da pessoa, mas não podemos crescer pensando nisso”, afirmou.

Em meio a um discurso pelo dia nacional da juventude, Bolsonaro ainda voltou a suas falas de campanha em que acusava o partido adversário de incentivar o homossexualismo.

“Se fosse quatro anos atrás talvez tivesse dois homens se beijando aqui na frente, desconstruindo a heteronormatividade”, disse. “Nada contra, mas não podemos impor isso aí.”

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF7F1EQ-BASEIMAGE
To Top