Technology

Facebook retira conteúdo que afirma nomear denunciante de impeachment de Trump

SAN FRANCISCO (Reuters) – O Facebook está retirando qualquer conteúdo que revele o nome do denunciante anônimo que propiciou uma investigação de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou a rede social nesta sexta-feira.

A declaração da empresa ocorre após publicação de um artigo do Breitbart News, de direita, que dizia ter identificado o denunciante.

O site Breitbart, que o ex-conselheiro de Trump Steve Bannon já comandou, relatou que os usuários do Facebook que tentavam visualizar o artigo recebiam uma mensagem dizendo que o conteúdo não estava disponível, e os administradores de sua página no Facebook começaram a receber notificações na noite de quarta-feira de que sua página está “em risco de não ser publicada”.

“Qualquer menção ao nome do potencial denunciante viola nossa política de coordenação de danos, que proíbe conteúdo que revela ‘testemunha, informante ou ativista’”, disse a empresa em comunicado, inicialmente fornecido em resposta ao Breitbart.

“Estamos removendo toda e qualquer menção ao potencial nome do denunciante e revisaremos essa decisão caso o nome seja amplamente publicado na mídia ou usado por figuras públicas em debate.”

O denunciante, uma autoridade de inteligência dos EUA que reclamou da ligação telefônica de Trump com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, em 25 de julho, tornou-se alvo de ataques de Trump, seus aliados no Congresso e da mídia conservadora, que pressionaram para que a pessoa fosse identificada publicamente.

(Reportagem de Katie Paul)

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEFA720L-VIEWIMAGE

To Top