Milho, trigo e soja recuam em Chicago
Agro

Milho, trigo e soja recuam em Chicago

Por Mark Weinraub

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo negociados em Chicago recuaram 1,4% nesta quarta-feira, em uma nova rodada de vendas após o revés técnico da véspera, disseram operadores.

A fraqueza do trigo se espalhou para o mercado do milho, que além disso também enfrentou uma dose de realizações de lucros após abrir em alta.

Os futuros da soja também recuaram, acumulando o sétimo dia consecutivo de quedas –sequência na qual o vencimento mais ativo já cedeu 4%. Compras de barganhas limitaram as perdas, mas a fraca demanda de exportação pesou sobre o mercado.

“O mercado ainda está aguardando por sinais de um aumento na demanda chinesa, conforme prometido na Fase 1 do acordo comercial”, disse em nota a corretora Allendale.

Preocupações sobre a demanda por exportações norte-americanas também atingiram o trigo, com temores de que o recente rali do contrato mais ativo, que atingiu o maior valor desde agosto de 2018, tenha tornado as ofertas dos EUA excessivamente caras para compradores internacionais, que possuem amplas opções em países concorrentes.

O contrato março do trigo fechou em queda de 7,50 centavos de dólar, a 5,6225 dólares por bushel, enquanto o milho para março recuou 2,25 centavos, para 3,8425 dólares/bushel. O vencimento março da soja encerrou o dia em baixa de 2 centavos, a 8,93 dólares o bushel.

(Reportagem de Mark Weinraub, com reportagem adicional de Gus Trompiz em Paris e Naveen Thukral em Cingapura)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG0S1Y3-BASEIMAGE

To Top