Cada vez mais eleitores democratas acreditam que Sanders pode vencer Trump, mostra pesquisa
Elections

Cada vez mais eleitores democratas acreditam que Sanders pode vencer Trump, mostra pesquisa

Por Joseph Ax

NOVA YORK (Reuters) – Os pré-candidatos presidenciais democratas rivais de Bernie Sanders alertaram que indicar o autodenominado democrata socialista garantirá a reeleição do presidente Donald Trump, mas um número crescente de eleitores do partido veem o senador como sua melhor chance de vencer em novembro.

O desempenho impressionante de Sanders no caucus de Nevada na semana passada, turbinado pelo apoio cada vez maior em idades, raças e ideologias variadas, acionou os alarmes entre autoridades do Partido Democrata que acreditam que colocar o ícone progressista na cabeça da chapa prejudicará as chances da sigla, e não somente na eleição nacional.

A elegibilidade de Sanders foi um dos temas principais do debate presidencial democrata de terça-feira na Carolina do Sul. Seus rivais argumentaram que suas propostas de políticas liberais, como o Medicare Para Todos, que substituiria os planos de saúde particulares por um programa governamental, seriam uma “catástrofe” eleitoral que privaria os democratas da Casa Branca e do controle do Congresso.

Mas a pesquisa Reuters/Ipsos mais recente mostra que o ímpeto crescente de Sanders na corrida –uma quase vitória em Iowa, uma vitória apertada em New Hampshire e um triunfo decisivo em Nevada– lhe deu mais credibilidade com os eleitores democratas.

Cerca de 26% dos democratas e independentes entrevistados entre 17 e 25 de fevereiro disseram acreditar que Sanders é o democrata mais forte em uma disputa com Trump. Outros 20% apontaram o empresário bilionário Michael Bloomberg, e 17% o ex-vice-presidente Joe Biden.

Foi uma grande mudança em relação ao mês anterior, quando 27% dos entrevistados deram a vantagem a Biden e só 17% acreditavam que Sanders poderia derrotar Trump.

No caucus de Nevada, Sanders obteve o apoio da maioria dos eleitores latinos e liderou entre a maioria dos grupos demográficos divididos por gênero, renda e inclinação política. As exceções notáveis foram aqueles de 65 anos ou mais, além de eleitores negros, a maioria dos quais endossou Biden.

Isso também pode estar mudando. A mesma pesquisa Reuters/Ipsos indicou que Sanders superou Biden nacionalmente entre os eleitores negros pela primeira vez.

A primária de sábado na Carolina do Sul será o primeiro grande teste do apelo de Sanders entre os eleitores afro-norte-americanos, que representam cerca de 60% do eleitorado democrata do Estado.

(Reportagem adicional de Richard Cowan, Julio-Cesar Chavez, Trevor Hunnicutt e Simon Lewis)

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG1P26J-BASEIMAGE

To Top