Agência dos EUA avalia tempo de sobrevivência do coronavírus em superfícies
Health

Agência dos EUA avalia tempo de sobrevivência do coronavírus em superfícies

Perguntas e respostas do coronavírus: tire suas dúvidas

(Reuters) – O diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), Robert Redfield, disse ao Congresso norte-americano nesta quinta-feira que a agência está avaliando agressivamente quanto tempo o coronavírus pode sobreviver e ser infeccioso nas superfícies.

“No cobre e no aço é bastante típico, são cerca de duas horas”, declarou Redfield em uma audiência na Câmara dos Deputados sobre a resposta do governo ao vírus que se espalha rapidamente. “Mas direi que em outras superfícies –papelão ou plástico– é mais longo, e estamos analisando isso.”

Ele disse que infecções contraídas através de superfícies, e não pelo ar, podem ter contribuído para o surto no navio Diamond Princess.

Ainda assim, Redfield afirmou não acreditar que a transmissão em superfície impactará os embarques de carga.

Redfield também disse que a mortalidade do vírus pode ser menor fora da China.

“Nós não temos os dados, mas pelo menos suspeito que, se você observar a taxa de mortalidade desta doença fora da China, provavelmente estamos analisando agora algo em torno de 0,5%, mas, novamente, teremos que observar mais dados para realmente esclarecer isso.”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou que a taxa de mortalidade na China está entre 2% e 4%. A gripe sazonal tem uma taxa de mortalidade de cerca de 0,1%, disse Redfield.

Até agora, o vírus atingiu principalmente a China, causando cerca de 80.000 infecções e mais de 2.700 mortes, segundo dados da OMS. Ele se espalhou para outros 46 países, onde foram relatados cerca de 3.700 casos e 57 mortes.

(Reportagem de Michael Erman em Nova York e David Brunnstrom em Washington)

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG1Q253-BASEIMAGE

To Top