Saiba o que abre e fecha no Brasil com o coronavírus em 2020
Benefícios

Saiba o que abre e fecha no Brasil com o coronavírus em 2020

coronavírus

Saiba o que abre e fecha no Brasil com o coronavírus em 2020. Governos estaduais adotaram medidas de restrição para conter o avanço do novo coronavírus; supermercados e farmácias seguem abertos.Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

Os governos estaduais de diferentes regiões do Brasil anunciaram ao longo desta semana uma série de medidas de restrição com o objetivo de frear o avanço do novo coronavírus SARS-COV-2 pelo país.

O Brasil tem 904 casos confirmados de covid-19 – doença causada pelo novo vírus em 24 estados do país e no Distrito Federal. São Paulo é o que tem mais registros: 396, seguido pelo Rio de Janeiro, com 109.

Cientistas descobrem como é o combate do Coronavírus no corpo humano(Abre numa nova aba do navegador)

Confira o que abre e o que fecha durante a crise do novo coronavírus:

São Paulo

Começa a valer neste sábado (21) a medida que suspende o atendimento presencial de todas as atividades e serviços públicos que não são considerados essenciais. Mercados e farmácias, por exemplo, continuam funcionando normalmente.

A determinação inclui parques como o Ibirapuera e da Água Branca, equipamentos esportivos, cursos de qualificação, escritórios regionais e serviços como Poupatempo, Detran.SP, Junta Comercial (Jucesp) e unidades de atendimento da Sabesp.

Entenda a importância de evitar aglomerações pro causa do Coronavírus(Abre numa nova aba do navegador)

Além disso, as lojas da cidade de São Paulo devem ficar fechadas até o dia 3 de abril. Feiras livres, supermercados, restaurantes, lanchonetes e postos de combustível continuam abertos na cidade de São Paulo e em todo o estado. Farmácias de todo o estado também continuam funcionando e vão começar a aplicar vacinas contra a gripe a partir de 13 de abril.

Rio de Janeiro

O governo estadual reconheceu estado de emergência pelo novo coronavírus e recomendou a restrição de funcionamento de restaurantes, bares e lanchonetes a 30% da capacidade de lotação; fechamento de academias, centros de ginástica, shopping centers e centros comerciais.

Na capital, as escolas municipais estão fechadas até a próxima sexta-feira (27). Os postos de atendimento da Secretaria Municipal de Transportes estão com atendimento suspenso até o dia 31 de março. Apenas o posto Riachuelo está funcionando.

Todas as áreas de lazer da cidade estão fechadas até o dia 5 de abril e feiras livres funcionam a cada 15 dias. Restaurantes populares continuam abertos.

Minas Gerais

PublicidadeFechar anúncio

O governador Romeu Zema decretou calamidade pública em todo o estado nesta sexta-feira (20) e determinou que os munícipios devem seguir as regras do governo estadual para conter o avanço do novo coronavírus.

Está proibido o funcionamento de lojas em todas as cidades mineiras. Estabelecimentos que prestam serviços essenciais continuam funcionando.

As escolas – inclusive as da rede privada – estão fechadas. Equipamentos culturais e eventos oficiais também foram suspensos.

Bahia

Na Bahia estão suspensos desde quinta-feira (19) os eventos com público sup/0erior a 50 pessoas – como shows, feiras, circos e aulas em academias de ginástica. A abertura de zoológicos, museus e teatros também está proibida. A medida vale por 30 dias.

A partir desta segunda-feira (23), está suspenso o atendimento presencial do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) em Salvador, Feira de Santana, Prado, Porto Seguro, Lauro de Freitas, Simões Filho, Itabuna e Ilhéus.

Também estão suspensos a partir desta data os serviços do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) em Salvador, Lauro de Freitas, Simões Filho, Feira de Santana, Prado e Porto Seguro, por tempo indeterminado.

Rio Grande do Sul

O governador Eduardo Leite decretou calamidade pública nesta quinta-feira (19). Assim, fica proibida a realização de eventos com mais de 30 pessoas, como cursos, shows e excursões.

Fica sob responsabilidade dos municípios determinar a suspensão de serviços não essenciais, o fechamento de shoppings e centros comerciais.

O Ministério da Saúde decretou na noite desta sexta-feira (20) estado de transmissão comunitária do coronavírus em todo território nacional. A decisão estabelece o isolamento domiciliar por 14 dias de pessoas com sintomas respiratórios e de todos aqueles que residam no mesmo endereço para conter a transmissibilidade do vírus.

Registrados 11 mortes e 904 casos confirmados Coronavírus no Brasil(Abre numa nova aba do navegador)

To Top