Líderes de Israel abrem abrigo nuclear em meio a guerra com coronavírus
Environment

Líderes de Israel abrem abrigo nuclear em meio a guerra com coronavírus

JERUSALÉM (Reuters) – O governo de Israel abriu um abrigo nuclear nas colinas de Jerusalém para ajudar a coordenar sua campanha contra a disseminação do coronavírus, disseram autoridades nesta quinta-feira.

O abrigo, chamado de “Centro de Administração Nacional”, foi construído mais de uma década atrás por causa do temor do programa nuclear do Irã e dos disparos de mísseis mútuos entre Israel e o movimento islâmico libanês Hezbollah ou o grupo militante palestino Hamas.

De acordo com autoridades israelenses, ele inclui locais de residência e instalações de comando e pode ser acessado do complexo governamental de Jerusalém e dos sopés das colinas do oeste que levam a Tel Aviv.

“Este (abrigo) é outra ferramenta para administrar, controlar, supervisionar e rastrear” o coronavírus, disse uma autoridade israelense que pediu anonimato. “Entendemos que esta crise ainda nos acompanhará por um período de tempo longo.”

O ministro da Defesa, Naftali Bennett, pareceu minimizar a medida, dizendo a um repórter da Rádio Israel durante uma coletiva de imprensa que o abrigo “não é tão relevante (para a crise). Não estamos sob um ataque de míssil que exigiria que estivéssemos no subsolo.”

Israel já relatou 2.666 casos de coronavírus e oito mortes. Depois de restringir a circulação de pessoas por precaução, o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, disse na quarta-feira que uma interdição de âmbito nacional pode ser ordenada dentro de dias.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG2P1DM-BASEIMAGE

To Top