Boris Johnson disse querer acordo com UE, mas lamentou falta de progressos

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, conversou nesta quarta, 14, por telefone com a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, informou o governo britânico em comunicado.

Segundo a nota, as autoridades trataram das negociações por um acordo comercial para o período subsequente ao Brexit, a saída do país insular do bloco europeu, que será oficializada em 1 de janeiro de 2021.

O texto diz que o premiê reforçou o desejo de fechar um pacto, mas “expressou decepção” com a falta de progresso nas discussões nas últimas duas semanas. Johnson também disse que quer saber o resultado da reunião do Conselho Europeu e que pretende refletir sobre os próximos passos do país na questão.

‘Queremos acordo, mas não a qualquer preço’

Após conversa telefônica com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou em publicação no Twitter, que o bloco europeu quer um acordo comercial com o Reino Unido, mas não a qualquer preço. “As condições têm que ser certas no campo da pesca, igualdade de condições e governança”, escreveu, acrescentando que “ainda há muito trabalho à frente”.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, que também participou do diálogo, acrescentou que pressionou Johnson por progressos na negociação.