Kalil afirma que, ‘se der conforto’, população de rua pode aumentar em BH

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) – Em agenda nesta quarta-feira (14), o candidato à reeleição à prefeitura de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), declarou que o problema da população em situação de rua é gravíssimo na cidade e difícil de resolver.

“Se você der muito conforto, vamos ser muito sinceros, ano que vem são 20 mil, tá certo? Então, aqui vão falar, ‘oh, gente, morador de rua bom é lá em Belo Horizonte, morar bem é lá em Belo Horizonte’. É um problema que tem que ser enfrentado com coragem”, seguiu o prefeito.

Kalil citou ainda a questão de resíduos sólidos e dos ônibus entre outros problemas que seriam de difícil solução na capital mineira.

A estimativa é que BH concentre cerca de metade da população de 18 mil pessoas em situação de rua em Minas Gerais, segundo dados do CadÚnico (Cadastro Único), do governo federal, divulgados pelo programa Polos de Cidadania da UFMG este ano.

Questionado se a solução não passaria por políticas de moradia, outro dos problemas apontados por candidatos à prefeitura em BH, Kalil respondeu que isso não é problema municipal, mas do governo federal.