270 dias para sacar auxílio emegencial pelo Bolsa Família
Benefícios

270 dias para sacar auxílio emegencial pelo Bolsa Família

Cartão do Bolsa Família

270 dias para sacar auxílio emegencial pelo Bolsa Família. O Governo Federal ampliou o prazo para os integrantes do Bolsa Família sacarem as cinco parcelas do Auxílio Emergencial e as quatro da extensão do programa. Agora, eles terão 270 dias, contando a partir da data de crédito nas contas dos beneficiários, para retirar o dinheiro. A Portaria nº 579, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (30.12), tem como objetivo principal diminuir os riscos de aglomeração e de contaminação pela Covid-19 nos locais de pagamento.

A medida também equipara o prazo de validade das parcelas do Programa Bolsa Família (PBF) com os prazos das parcelas do Auxílio Emergencial e sua extensão. “A ampliação do prazo favorece os beneficiários do Bolsa Família ainda afligidos pela pandemia de Covid-19. Novamente, demonstramos o compromisso do Governo Federal de olhar para os mais vulneráveis, principalmente as pessoas com dificuldades de deslocamento até os canais de pagamento”, destacou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

Cartão do programa Bolsa Familia
OLINDA, PE, 17.09.2020 – AUXÍLIO-EMERGENCIAL – Pagamento do auxilio emergencial no valor de R$ 300. O pagamento inicia por beneficiários do programa Bolsa Familia. (Foto: Lidianne Andrade/MyPhoto Press/Folhapress)

O Auxílio Emergencial começou a ser pago em abril, e as parcelas venceriam no último dia do ano, prazo do estado de calamidade pública. No caso da extensão, a validade para os integrantes do Bolsa Família seria de 90 dias, seguindo as regras do programa. Com a publicação da nova portaria, a validade das parcelas será estendida para 2021 com o mesmo prazo para todas as famílias do PBF, incluindo as que não receberam o Auxílio Emergencial e sua extensão.

“A portaria serve para trazer uma isonomia e um tratamento equiparado a todas as pessoas beneficiadas pelo Bolsa Família. Ela faz com que a gente mantenha o cuidado à saúde, evitando aglomerações nos canais de pagamento, e traz mais tranquilidade aos beneficiários neste final de ano”, aponta Marina Lorenzo, diretora do Departamento de Operação da Secretaria de Renda e Cidadania.

A prorrogação de 270 dias conta a partir do crédito das parcelas na conta dos beneficiários. As transferências de abril vencerão em janeiro do próximo ano, as pagas em maio vencerão em fevereiro, e assim sucessivamente. A medida valerá enquanto a situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, conforme estabelecido na Portaria nº 188 do Ministério da Saúde, estiver em vigor. Nela, não há prazo estipulado para o fim da medida.

To Top