Ford queria subsídios, diz Bolsonaro sobre fechamento de fábricas
Brasil

Ford queria subsídios, diz Bolsonaro sobre fechamento de fábricas

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta terça-feira que lamenta a perda de 5 mil empregos com o anúncio na véspera da Ford de que encerrará sua produção no país, mas acusou a montadora norte-americana de não falar a verdade e disse que a empresa queria a manutenção de subsídios.

“Lamento 5 mil empregos perdidos, mas a imprensa não fala que, em novembro, nós criamos 414 mil empregos. Então, perdemos 5 mil agora, repito: lamento”, disse.

“Mas o que a Ford quer? Faltou a Ford dizer a verdade, né? Querem subsídios. Vocês querem que continue dando 20 bilhões pra eles como fizeram nos últimos anos? Dinheiro de vocês, de impostos de vocês para fabricar carro aqui? Não. Perdeu a concorrência, lamento”, emendou ele, em conversa com apoiadores transmitida em uma rede social.

Na segunda-feira, a Ford anunciou que fechará suas três fábricas no país neste ano –localizadas em Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE)– como parte de uma reestruturação que a empresa afirma ser global e que já havia atingido em 2019 a histórica unidade da companhia em São Bernardo do Campo (SP).

Na manhã desta terça, ao falar com apoiadores, Bolsonaro atribuiu o fechamento das fábricas da montadora norte-americano ao ambiente competitivo do Brasil.

“Saiu porque, num ambiente de negócios, quando você não tem lucro, você fecha. Assim é na vida”, afirmou. “Negócio é negócio. Deu lucro, o cara fica aqui, não deu lucro, o cara não produz mais aqui e fecha”, afirmou.

Procurada, a Ford não comentou de imediato as declarações do presidente.

(Reportagem de Ricardo Brito e Eduardo Simões)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0B103-BASEIMAGE

To Top