Reino Unido proíbe entrada de passageiros da América do Sul por variante brasileira do coronavírus
Africa

Reino Unido proíbe entrada de passageiros da América do Sul por variante brasileira do coronavírus

LONDRES (Reuters) – O Reino Unido proibirá as chegadas de passageiros do Brasil, de outros países sul-americanos e de Portugal devido a preocupações com uma nova variante do coronavírus descoberta no Amazonas, disse o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps, na quinta-feira.

“Tomei a decisão urgente de proibir chegadas da Argentina, Brasil, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela – a partir de amanhã, 15 de janeiro, às 4h (horário local) após evidências de uma nova variante no Brasil”, disse Shapps no Twitter.

Portugal também foi adicionado à lista de países proibidos por causa de ligações estreitas de viagens com o Brasil, disse ele. Os trabalhadores que transportam bens essenciais de Portugal ficarão isentos.

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz Amazônia afirmaram na terça-feira que a nova variante provavelmente surgiu no Amazonas entre dezembro e janeiro, e disseram que pode estar contribuindo para a aceleração de casos no Estado, que enfrenta uma severa segunda onda da Covid-19.

A nova variante foi detectada no domingo pelo Ministério da Saúde do Japão em quatro pessoas que chegaram ao país oriundas do Amazonas. Segundo o Ministério da Saúde do Brasil, autoridades japonesas informaram que foram identificadas 12 mutações na nova cepa, sendo uma delas a mesma já identificada em variantes mais transmissíveis do vírus vistas no Reino Unido e na África do Sul.

Em dezembro, o Brasil suspendeu os voos do Reino Unido devido ao surgimento da variante britânica do coronavírus.

(Reportagem de William James)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0D195-BASEIMAGE

To Top