Beneficiário pode ser obrigado a fazer a devolução do Auxílio Emergencial
Auxílio Emergencial

Beneficiário pode ser obrigado a fazer a devolução do Auxílio Emergencial

Extensão do Auxílio Emergencial pode ser contestado a decisão a partir do dia 31 de outubro

Beneficiário pode ser obrigado a fazer a devolução do Auxílio Emergencial O R7, em parceria com o CRCSP (Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo), responde as dúvidas dos leitores sobre o IR 2021. Para participar, basta mandar sua pergunta por Facebook ou Instagram, que terá a resposta publicada pelo site ao longo do período de entrega da declaração do Imposto de Renda à Receita Federal. O prazo termina no dia 30 de abril.

Pergunta: Meu marido trabalha registrado e recebeu R$ 2.050,00 por mês. Vou ter que devolver o auxílio emergencial? (Da leitora @jessicaaodamascena34)

Jéssica, como seu marido recebeu rendimentos tributáveis acima do limite de isenção no valor de R$ 22.847,76/ano, ele vai precisar devolver somente a diferença, da qual o próprio programa da Receita Federal, quando emitir o recibo de entrega, fará o cálculo correto a ser devolvido. Esta devolução será através da emissão de um DARF (código 5930) e ele poderá pagar em qualquer banco.

Fonte R7
To Top