BPC será investigado por pagamento maior
Benefícios

BPC será investigado por pagamento maior

Novas regras agilizam requerimento do Benefício de Prestação Continuada BPC

BPC será investigado por pagamento maior Segurado pode ficar sem beneficio e ter que devolver toda grana já recebida. O INSS tem feito um pente-fino no BPC (Benefício de Prestação Continuada) para saber quem está com a renda do grupo familiar superior ao estabelecido pela lei. A análise da renda de toda família é feita na hora da concessão do benefício, mas, apesar de raro, pode ocorrer depois.

A partir do cruzamento de dados e do Cadastro Único, o instituto tem mapeado indícios de fraude e enviado cartinhas para o cidadão se explicar. Se não tiver cuidado, o beneficiário pode ficar sem renda, além de ter que devolver toda grana já recebida.

O BPC pode ser liberado em razão da idade acima de 65 anos ou se houver deficiência, mas em ambas as situações, a família deve ser considerada em situação de vulnerabilidade econômica. E não é qualquer critério de “pobreza” que dá o direito.

Com o passar do tempo, as regras estão cada vez mais rigorosas. A tolerância habitual oscila entre 1/4 salário mínimo por pessoa ou mais. Em situações excepcionais, a renda per capita pode ser de meio salário, a exemplo de pedidos feitos na pandemia aliados a fatores como o grau de deficiência, a dependência de terceiros e o comprometimento do orçamento com tratamentos de saúde, médicos, fraldas, alimentos especiais e medicamentos.

Se alguém da família conseguir benefício previdenciário, arrumar emprego ou melhorar o salário, o benefício assistencial pode se transformar em “fraudulento”, o que autoriza o INSS querer buscar tudo que já foi pago e cessar o pagamento.

Para analisar a superação da renda, a Previdência quer saber quem mora com você. E, na defesa, a ser protocolada em 30 dias via aplicativo “Meu INSS” ou no site, pede dados como nome completo, CPF, estado civil e nível de parentesco. Nestes casos, é importante fazer uma defesa coesa no INSS ou na Justiça a fim de não ficar com o nome sujo e ainda ter uma dívida gigante para pagar. Fonte: Agora

To Top