São Paulo vai distribuir vacina da Janssen para as 645 cidades do estado
Últimas Notícias

São Paulo vai distribuir vacina da Janssen para as 645 cidades do estado

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRES) – O governo de São Paulo, sob gestão João Doria (PSDB), decidiu que vai distribuir a vacina da Janssen (Johnson & Johnson) para as 645 cidades do estado.

O imunizante deve desembarcar no Brasil no dia 15 de junho, e tem validade até o dia 27. Por causa do prazo curto, o Ministério da Saúde afirmou que enviará as 3 milhões de doses da vacina apenas para as capitais. São Paulo, no entanto, fará diferente.

“Decidimos montar uma força-tarefa de logística e distribuição da vacina da Janssen para que possamos atender de forma igualitária as 645 cidades do estado de São Paulo. Trata-se de um imunizante seguro, eficaz e que requer aplicação de somente uma dose, o que certamente otimiza muito as práticas e o ritmo de vacinação no nosso estado”, afirma a coordenadora geral do Plano Estadual de Imunização (PEI) de São Paulo, Regiane de Paula.

Segundo ela, o estado “conta com mais de 6 mil salas de imunização e trabalhará para o pleno aproveitamento das cerca de 650 mil doses proporcionalmente esperadas para São Paulo”.

O secretário municipal de Saúde da capital, Edson Aparecido, afirma que pretende usar as doses para vacinar profissionais da educação na cidade.

O curto prazo para o término da validade gerou tensão entre os gestores de saúde dos estados. O ministério disse, no entanto, que fará uma ampla campanha de utilidade pública incentivando as pessoas a procurarem os postos de saúde.

A pasta afirma ainda que o país tem capacidade de aplicar até 2,4 milhões de doses de vacinas por dia, e que, em poucas horas, as da Janssen estarão nos braços de 3 milhões de brasileiros.

A vacina fabricada pela Johnson & Johnson tem eficácia de 85% na prevenção de casos graves e oferece proteção completa contra hospitalização e morte por Covid-19, segundo estudo divulgado em janeiro.

Ela tem a vantagem de ser aplicada em uma única dose, facilitando a imunização coletiva. É a primeira vacina em dose única em estágios avançados de pesquisa e pode ser armazenada em geladeira.

O desempenho do imunizante e as facilidades logísticas relacionadas ao armazenamento e distribuição fazem com que ela seja considerada uma das melhores para aplicação em países em desenvolvimento.

O Ministério da Saúde assinou um acordo com a Janssen para a aquisição de 38 milhões de doses da vacina da empresa, com previsão inicial de entrega de 16,9 milhões de doses entre julho e setembro e 21,1 milhões de outubro a dezembro.

Na semana passada, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que conseguiu antecipar a entrega de 3 milhões de doses para o mês de junho. A data de entrega, inicialmente dia 15, deve ser confirmada em breve.

To Top