Governo de SP promete túnel para desafogar passagem de usuários na estação da Luz
Últimas Notícias

Governo de SP promete túnel para desafogar passagem de usuários na estação da Luz

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Dez anos após a inauguração da estação Luz da linha 4-amarela do metrô, ocorrida em setembro de 2011, o governo do estado, gestão João Doria (PSDB), promete a construção de um túnel que visa desafogar a integração entre o trem e o metrô nas horas de maior movimento.

Na manhã desta terça-feira (14), representantes da empresa vencedora da licitação, o secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e o presidente da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), Pedro Moro, se reuniram na estação da Luz para assinar o contrato.

As intervenções no local receberam, em agosto de 2019, aval do Conpresp (Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental de São Paulo), órgão que visa proteger bens tombados na capital.

A execução da obra, que deve custar R$ 59,9 milhões, com todo investimento partindo dos cofres públicos, deve ter início apenas no primeiro trimestre de 2022, segundo o diretor de engenharia e obras da CPTM, Marcelo Machado. “Vamos ter seis meses de projeto. A empresa vai elaborar o projeto e, após isso, já iniciamos a obra, ou seja, no início de 2022 nós vamos estar começando a obra para valer”, disse.

Baldy explicou que, com a assinatura, a construtora já tem a ordem de serviço e pode começar a contratar funcionários e iniciar a montagem do canteiro de obras. “Não é que ela entra aqui a partir de amanhã começa a desmontar escada rolante, quebrar, abrir. Efetivamente, a obra tem um período que ela tem esse planejamento como precedente.”

As obras devem ser tocadas pelo consórcio formado pelas empresas Castilho Engenharia e Empreendimentos, Heleno & Fonseca Construtécnica, VAD Engenharia e Empreendimentos e HHTEC comércio e serviços.

De acordo com a CPTM, “na plataforma central está prevista a instalação de duas novas escadas rolantes, substituindo as duas escadas fixas existentes no local, que serão construídas em outra área. O projeto também prevê a readequação dos sanitários existentes no mezanino do corredor principal e a construção de mais dois sanitários acessíveis”. A empresa também explicou que “será construído um novo acesso à CPTM na rua Cásper Líbero, ao lado da entrada da linha 4-amarela. As atuais entradas, na mesma rua, serão fechadas já durante a obra”.

O túnel deve possuir 125 metros de extensão e nove de largura. A expectativa é que passem, por dia, cerca de 250 mil pessoas pelo local. O prazo de entrega é de 48 meses, sendo 36 meses para a construção e outros 12 meses de operação assistida. Segundo a CPTM, assim que pronta, a obra vai beneficiar todos os passageiros do sistema metroferroviário que utilizam a estação da Luz para fazer as conexões com as linhas 7-rubi e 11-coral da CPTM, linha 1-azul do metrô e a linha 4-amarela.

To Top