Economia

Mercados peruanos comemoram mudança em gabinete após saída de premiê de extrema esquerda

Mercados peruanos comemoram mudança em gabinete após saída de premiê de extrema esquerda

Os mercados de câmbio e ações do Peru subiam fortemente nesta quinta-feira, parecendo aplaudir uma remodelação parcial do gabinete pelo presidente Pedro Castillo, que substituiu seu primeiro-ministro de extrema esquerda por uma funcionária vista como mais moderada.

A moeda peruana, o sol, saltava 1,2%, após descer a uma mínima recorde no dia anterior em meio a incertezas políticas e confrontos dentro do governo do segundo maior produtor mundial de cobre.

Castillo empossou Mirtha Vásquez, uma ex-chefe de esquerda do Congresso, como primeira-ministra na quarta-feira, substituindo Guido Bellido, cujo estilo ousado abalou investidores e o Congresso liderado pela oposição do país andino.

O movimento sugeriu uma mudança em direção ao centro para a jovem administração de Castillo, depois que ele assumiu o poder no fim de julho prometendo sacudir o setor de mineração e aumentar gastos. Seu governo tem sido uma mistura de moderados e políticos de extrema esquerda aliados de seu partido marxista-leninista Peru Livre.

Um índice de ações peruanas saltava mais de 5%, enquanto os títulos soberanos denominados em dólares se valorizavam ao longo da curva, com o título para 2031 em alta de mais de 1 ponto, a 99,987 centavos por dólar, patamar mais alto desde 27 de setembro.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH960VK-BASEIMAGE

To Top