Kazimir, membro do BCE é acusado de suborno e nega ter feito algo errado
Economia

Kazimir, membro do BCE é acusado de suborno e nega ter feito algo errado

Kazimir, membro do BCE é acusado de suborno e nega ter feito algo errado

PRAGA (Reuters) – O presidente do banco central da Eslováquia e membro do Conselho do Banco Central Europeu, Peter Kazimir, foi acusado de suborno mas nega ter feito algo errado e vai se defender, disseram Kazimir e seu advogado nesta terça-feira.

“Não me sinto culpado de qualquer crime”, disse Kazimir, que foi ministro das Finanças antes de assumir o cargo no banco central em 2019, em comunicado enviado por email após notícia de que ele havia sido acusado.

O site de notícias eslovaco http://www.aktuality.sk, citando várias fontes não identificadas, informou que Kazimir foi acusado em um caso relacionado a um suposto suborno para o ex-chefe da administração fiscal do país que havia sido acusado em vários casos e está agora cooperando com as investigações.

O advogado de Kazimir, Ondrej Mularcik, confirmou à Reuters por telefone que ele foi acusado de suborno e vai apelar da decisão, mas não deu mais detalhes.

O BCE recuou-se a comentar.

(Reportagem de Robert Muller e Jan Lopatka, reportagem adicional de Balzs Koranyi em Frankfurt)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9B0WK-BASEIMAGE

To Top