Asia

Principal ilha de Tonga sofre danos significativos após erupção vulcânica

Principal ilha de Tonga sofre danos significativos após erupção vulcânica

SYDNEY (Reuters) – Danos significativos foram registrados ao longo da costa oeste da principal ilha de Tonga na terça-feira (horário local) e a morte de uma mulher britânica foi confirmada após erupção vulcânica e tsunami do fim de semana.

O Alto Comissariado da Nova Zelândia relatou os danos ao longo da costa oeste na ilha de Tongatapu, onde há muitos resorts de férias, e a orla da capital, Nuku’alofa.

O irmão de uma mulher britânica, Angela Glover, 50, disse que ela morreu tentando resgatar os cães que cuidava em um abrigo de resgate que ela montou com o marido no arquipélago do Pacífico Sul.

O irmão de Glover, Nick Eleini, confirmou que seu corpo foi encontrado. A emissora estatal da Nova Zelândia TVNZ informou anteriormente que ela estava desaparecida depois de ser arrastada por uma onda enquanto seu marido conseguiu se segurar em uma árvore.

O arquipélago do Pacífico Sul permaneceu em grande parte isolado do mundo desde que a erupção na ilha vulcânica desabitada de Hunga-Tonga-Hunga-Ha’apai cortou seu principal cabo de comunicação submarino.

Uma espessa camada de cinzas cobriu toda a ilha, disse o Alto Comissariado, acrescentando que está trabalhando para estabelecer comunicações com ilhas menores “como uma questão de prioridade”.

As Nações Unidas afirmaram que um sinal de socorro foi detectado em um grupo isolado de ilhas Ha’apai, acrescentando ter preocupações em especial com as ilhas Fonoi e Mango. De acordo com o governo de Tonga, 36 pessoas vivem em Mango e 69 em Fonoi.

Uma imagem de satélite postada pelo Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) indicou que houve danos a dezenas de estruturas na ilha de Nomuka.

“Mais atividade vulcânica não pode ser descartada”, disse o OCHA, ao relatar apenas ferimentos leves, mas enfatizando que as avaliações formais ainda precisam ser determinadas.

Austrália e Nova Zelândia enviaram voos de vigilância na segunda-feira para avaliar os danos, e o ministro australiano do Pacífico, Zed Seselja, disse que a polícia australiana visitou praias e relatou danos significativos.

O Ha’atafu Beach Resort, na península de Hihifo, 21 km a oeste da capital Nuku’alofa, foi “completamente destruído”, disseram os proprietários no Facebook.

O impacto da enorme erupção foi sentido em Fiji, Nova Zelândia, Estados Unidos e Japão. Duas pessoas morreram afogadas em uma praia no norte do Peru devido às altas ondas causadas pelo tsunami, enquanto autoridades no Japão relataram esvaziamento de diversos locais.

A ilha de Hunga-Tonga-Hunga-Ha’apai praticamente desapareceu após a explosão, de acordo com imagens de satélite de cerca de 12 horas depois.

(Reportagem de Jane Wardell)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0G0RJ-BASEIMAGE

To Top