Business

F1 não substituirá GP da Rússia e temporada terá 22 corridas

F1 não substituirá GP da Rússia e temporada terá 22 corridas

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) – A temporada 2022 da Fórmula 1 será reduzida para 22 corridas depois que a categoria disse nesta quarta-feira que não substituirá o GP da Rússia, inicialmente marcado para 25 de setembro, mas posteriormente cancelado, apesar do interesse de outros países.

A Fórmula 1 havia programado um recorde de 23 provas este ano, mas a corrida em Sochi foi cancelada em fevereiro e o contrato foi rescindido no início de março após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

A categoria havia dito que preencheria a vaga, tendo várias opções, incluindo Catar e Turquia, além de uma segunda corrida em Cingapura, mas agora haverá uma pausa extra antes da dobradinha Cingapura e Japão.

Outra corrida na Europa foi considerada um grande desafio logístico, enquanto as temperaturas no Catar –que retorna ao calendário no próximo ano como parte de um acordo de 10 anos– levantaram preocupações.

A Fórmula 1 também teve que equilibrar o valor comercial da realização de uma 23ª corrida sobre os custos adicionais a todos os envolvidos, com as equipes já lutando contra as pressões inflacionárias e hotéis e voos mais caros.

A decisão de não adicionar um substituto foi anunciada no site oficial da categoria (www.formula1.com) http://www.formula1.com.

A Fórmula 1 deve se expandir novamente na próxima temporada, com uma corrida noturna de Las Vegas marcada para estrear como uma terceira etapa nos Estados Unidos.

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4H0T9-BASEIMAGE

To Top