Economia

Bolsas da Ásia fecham em alta, após rali em NY e com menor tensão geopolítica

portalmixvalegoogle

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quinta-feira, 4, após um rali em Wall Street e à medida que tensões geopolíticas diminuíram com o fim da viagem da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan.

O índice Hang Seng liderou o movimento na região, com ganho de 2,06% em Hong Kong, a 20.174,04 pontos. Apenas a ação local do gigante do e-commerce chinês Alibaba saltou 5,15%, na expectativa para resultados financeiros previstos para hoje.

Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,80%, a 3.189,04 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,86%, a 2.135,33 pontos.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei registrou alta de 0,69% em Tóquio, a 27.932,20 pontos, e o sul-coreano Kospi se valorizou 0,47% em Seul, a 2.473,11 pontos.

O apetite por risco foi em parte inspirado pelas bolsas de Nova York, que tiveram um rali ontem na esteira de dados econômicos e balanços corporativos melhores do que o esperado nos EUA.

Também contribuiu para a melhora do sentimento na Ásia o fato de Pelosi ter encerrado ontem uma viagem de dois dias a Taiwan, que enfureceu o governo chinês. De lá, a presidente da Câmara americana partiu para a Coreia do Sul e, em seguida, para o Japão, como parte de uma turnê pela região.

Apesar do alívio, analistas dizem que ainda há riscos geopolíticos, uma vez que a China está conduzindo exercícios militares em áreas próximas de Taiwan, que Pequim considera ser parte do território chinês. Não por acaso, o Taiex contrariou o tom positivo do dia e fechou em baixa de 0,51% na bolsa taiwanesa, a 14.702,20 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou praticamente estável, com perda marginal de 0,01% do S&P/ASX 200, a 6.974,90 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

To Top